Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

UNE se pronuncia sobre gestão ilegítima do DCE na UFMA

19/03/2021 às 13:32, por Cristiane Tada.


Estudantes denunciam grave interferência na representação dos indicados discentes às cadeiras dos conselhos. Leia nota: 

Nota em Defesa dos Estudantes da UFMA

Diante de um período em que os estudantes a cada dia precisam lidar com as problemáticas agravadas pela pandemia, a administração superior da Universidade Federal do Maranhão age para silenciar as alunas e alunos que organizam-se em prol da educação.

Arbitrariamente, a administração superior reconheceu um grupo de estudantes como membros do Diretório Central dos Estudantes (DCE). No entanto existe e está em vigência uma Gestão Pro Tempore, eleita pelo Conselho de Entidades de Base (CEB) no dia 20 de dezembro de 2019, no qual, também foram ELEITOS de forma legítima os conselheiros provisórios para ocuparem cadeiras nos conselhos superiores da universidade.

Porém, ao reconhecer outra gestão – ilegítima perante os estudantes – e nomear seus indicados às cadeiras dos conselhos, a universidade feriu a AUTONOMIA do Movimento Estudantil e seu próprio regimento, que alerta para esta grave interferência.

Se não bastasse isso, a gestão superior submeteu alguns estudantes, que expuseram essa situação e tentaram revertê-la, a um processo administrativo disciplinar coberto de vícios, na qual, Marcony Edson, um membro da gestão ilegítima tutelada pela reitoria está compondo a comissão disciplinar do processo. Ressalta-se que, segundo o regimento da universidade, ele não poderia compor a comissão por ser parte interessada e um dos executores do processo, assim como uma das testemunhas, pois esta é membra da gestão ilegítima e já possuiu relação de cunho marital com o sujeito citado anteriormente. Sendo todos estes fatores apontados no regimento como impedimentos para composição de tal comissão.

Frente a situação exposta, não há melhores palavras para resumi-la: PERSEGUIÇÃO POLÍTICA. O movimento estudantil possuí instâncias, tratativas e procedimentos, sendo então, autônomo e livre! É inaceitável a administração superior de uma Universidade Federal pactuar com práticas antidemocráticas, tentando silenciar seus próprios estudantes.

União Nacional dos Estudantes

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo