Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Pedido de prorrogação do Pibid não é aceito pela Capes

09/02/2018 às 15:30, por Renata Bars.


Programa ficará suspenso até que sejam publicados os resultados do novo edital

Na última quinta-feira (8), o Fórum Nacional dos Coordenadores do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Forpibid), que buscava a prorrogação do edital aberto em 2013, publicou uma nota comunicando que a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) decidiu não prorrogar as bolsas concedidas.

O encerramento do edital no final de fevereiro já estava previsto desde a abertura, e o pedido de prorrogação das bolsas também fazia parte do procedimento padrão para os momentos de transição. No entanto, o Forpibid não esperava ter o pedido negado.

Há previsão de abertura de um novo edital para a segunda quinzena de março. De acordo com o Forpibid, o resultado do processo seletivo será divulgado em agosto. Contudo, a Capes afirma não ter previsão de publicação do resultado. Assim, o programa ficará suspenso por período indeterminado.

Em nota, o Forpibid afirmou que a interrupção implicará em sérios prejuízos pedagógicos. ”Por desligar cerca de 70 mil bolsistas e por alijar as mais de 5 mil escolas de seu principal parceiro desses últimos dez anos: os pibidianos”, diz o documento.

O presidente do Fórum, Nilson Cardoso, explicou que, por hora, a saída é buscar apoio parlamentar. ”Conversamos com as deputadas Dorinha (DEM-TO) e Pollyana Gama (PPS-SP), que fazem parte da comissão de educação da Câmara, solicitando que intercedam junto ao MEC. Vamos lutar pela permanência do Pibid”, falou.

RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA

Disfarçada de modernização, a proposta de residência pedagógica anunciada pelo MEC em outubro do ano passado sugere que estudantes façam “estágios” como docentes sem a devida supervisão.

Segundo o Ministério serão ofertadas 80 mil bolsas com o objetivo de melhorar a qualidade da formação inicial e a avaliação dos futuros professores, com um acompanhamento periódico.

Hoje, o Pibid funciona da forma oposta: são realizadas parcerias entre escolas, professores de ensino superior e básico, criando uma rede de suporte ao estudante de licenciatura no dia a dia, ao longo do período de estágio.

Em nota, a União Nacional dos Estudantes afirmou que ”a substituição do Pibid por uma residência pedagógica, disfarçado num falso discurso de modernização, não é nada mais que a substituição da contratação de professores pela mão de obra dos estudantes de licenciatura, precarizando ainda mais nossa educação.”

Leia na íntegra aqui.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo