Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

MORRE MÃE DE HONESTINO GUIMARÃES, EXEMPLO DE LUTA

Os estudantes brasileiros despediram-se nesta quinta-feira (20/09) de uma grande heroína: Maria Rosa Leite Guimarães, mãe de Honestino Guimarães, que faleceu, aos 84 anos, após enfrentar complicações decorrentes de uma cirurgia no fêmur.

Honestino Guimarães, estudante da UnB, e ex-presidente da União Nacional dos Estudantes, foi perseguido pelo regime militar brasileiro e encontra-se desaparecido até os dias de hoje.

Dona Rosa Maria, sempre levantou sua voz para denunciar os desaparecimentos e torturas do regime ditatorial, uma luta incansável pela memória e pela justiça, não apenas de Honestino, mas de todos os brasileiros que sofreram violações de direitos humanos durante a ditadura.

Completando 75 anos, a União Nacional dos Estudantes, em defesa da democracia e do povo brasileiro, apoia toda e qualquer iniciativa de resgate de memória das vítimas do tenebroso período da ditadura e lamenta a perda de dona Rosa Maria, incansável defensora da democracia e dos direitos humanos. Os estudantes desaparecidos durante o regime militar receberam uma grande homenagem durante a comemoração dos 75 anos da entidade.

“Todos nós ficamos um pouco órfãos nesse momento, mas nossa entidade continua firme no objetivo de perpetuar a memória desse e tantos outros heróis do povo brasileiro”, afirmou o presidente da UNE, Daniel Iliescu.

Pela manhã de ontem (20/09), Dona Rosa recebeu uma homenagem na sessão da Comissão de Anistia, foi feito um minuto de silêncio em sua memória. O sepultamento aconteceu na tarde da quinta-feira, às 17h30h, no cemitério Campo da Esperança, em Brasília.

Você encontra mais informações sobre Honestino Guimarães aqui 
Aqui, matéria sobre homenagem à Honestino Guimarães na UnB 

Da Redação

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo