Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Yara Costa, estudante da UFRN, é a nova presidenta da UEE-RN

19/04/2018 às 13:44, por Cristiane Tada.


Ela será a primeira mulher a coordenar a entidade máxima de representação estudantil universitária do RN

No último dia (15/04) terminou, em Currais Novos (RN), o Congresso da União Estadual dos Estudantes (UEE). A estudante de Gestão de Políticas Públicas da UFRN e Coordenadora Geral do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Yara Costa, foi eleita presidenta da entidade durante a Plenária Final do encontro e será a primeira mulher a coordenar a entidade máxima de representação estudantil universitária do RN.

Candidata da chapa “Da Unidade Vai Nascer a Novidade”, Yara obteve 66 votos do colégio eleitoral do Congresso, que é representado por estudantes que foram eleitos em suas universidades para deliberar sobre o novo estatuto, as lutas dos estudantes universitários para o próximo período e para eleger a nova diretoria da entidade. Em segundo lugar, a chapa 3, “Cresce a Esperança”, obteve 61 votos. A chapa 2, “Juventude Sem Medo”, conquistou 25 votos. Todas as chapas participarão da nova direção executiva, que terá 13 membros e representantes das principais instituições do ensino superior potiguar. A gestão tem mandato de dois anos.

Negra e militante feminista, Yara Costa é, atualmente, Coordenadora Geral do DCE José Silton Pinheiro, e terá a tarefa de presidir a principal entidade estudantil universitária do estado. Segundo Yara Costa, um dos objetivos da nova gestão será reforçar o diálogo e a unidade entre os estudantes e os movimentos populares nesse cenário de retrocessos sociais e institucionais: “Vivemos um momento delicado do país e isso afeta diretamente a oferta de assistência estudantil e a permanência dos mais pobres nas instituições universitárias federais do RN. Nas universidades privadas vemos um contínuo contingenciamento dos recursos e dificuldades para o financiamento estudantil. Já na UERN o problema é ainda maior devido à ausência de políticas de assistência estudantil, além do sucateamento que se arrasta há anos”.

Yara afirmou também que, além dos retrocessos em curso, está ocorrendo uma série de violações constitucionais que colocam em risco as conquistas democráticas dos anos 80. “Não vamos aceitar passivamente que a Constituição seja rasgada, a luta em defesa da democracia é a saída e a UEE será um espaço para os estudantes que não admitem retrocessos em suas conquistas históricas”, declarou a nova presidente da UEE.

Durante a abertura do Congresso, na sexta-feira (13), estiveram presentes o prefeito de Currais Novos, Odon Jr (PT) e o Deputado Estadual Fernando Mineiro (PT), além de representantes da direção da UNE. Participaram do colégio eleitoral do Congresso da UEE representantes estudantis da UFRN, UERN, UFERSA, IFRN, Faculdade Maurício de Nassau, Universidade Potiguar, Facex, além de outras instituições de ensino superior do RN.

Este Congresso da entidade marca a reorganização do movimento estudantil no Rio Grande do Norte. A UEE foi fundada em 1954 e participou ativamente das principais discussões locais e nacionais dos anos 50 e 60, como as questões relacionadas às reformas de base nos anos 60, articulando entidades do movimento popular para democratização política e social do país. Devido à sua postura democrática e combativa, a UEE foi fechada durante o governo militar de 1964.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo