Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Virada Cultural em SP tem protestos contra a redução da maioridade penal

22/06/2015 às 12:37, por da Redação .

No palco e na multidão da plateia houveram manifestações a favor da Palestina, contra o racismo e pela liberdade religiosa

O rapper paulista Emicida, que sempre faz jus a forma de contestação do rap posicionando-se em relação a temas políticos e sociais, usou seu show na tarde deste domingo (21) da Virada Cultural, em São Paulo, para fazer um discurso que abordou temas como o racismo, a violência policial e contra a mulher, a liberdade religiosa e a redução da maioridade penal entre outras. Vestido de branco ele e os músicos de sua banda pediram que o público fizesse o sinal de paz com as mãos.

“Não viemos de branco à toa. Viemos de branco porque uma menina tomou uma pedrada ao sair de um culto de candomblé. Nós viemos de branco porque tem gente que, para falar de jovem, fala mais de cadeia do que de escola”, afirmou lembrando também do caso da criança que levou uma pedrada no rosto quando saía de um ritual de candomblé no Rio de Janeiro.

Ainda sobre a maioridade penal o artista falou sobre a atual casa de ressocialização de jovens infratores do Estado, a antiga Febem. “A Fundação é tudo, menos casa para os internos. É mó boi odiar o diabo. Quero ver vocês viverem lá no inferno”.

Emicida ainda fez um discurso pró-diversidade racial ao dizer que “ninguém pode esquecer de onde todos viemos: foi da África. Ruivos, japoneses, brancos e negros. Todos de lá”.

Logo após o show engajado do rapper, um grupo estendeu uma faixa aguardando a próxima apresentação, do cantor e compositor Caetano Veloso, que dizia: “O Haiti é aqui! Às ruas contra a redução da maioridade penal”.

Além desta, uma faixa da Palestina e alguns cartazes com o tema aparecia na plateia, remetendo a campanha que pede que Caetano Veloso e Gilberto Gil, que entram em turnê nos próximos dias, cancelem sua apresentação em Israel em protesto à política de guerra do país contra a Palestina. “Eu quero dizer a todos que dizem ‘Israel, não’: Palestina, sim”, respondeu o cantor.

Confira, abaixo, o vídeo que o rapper Emicida fala sobre a redução na Página dos Jornalistas Livres https://www.facebook.com/facebook/videos/10153415714906729/

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo