Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Vinícius Oliveira – candidato a vice-prefeito pelo PSOL Aracaju (SE)

13/09/2016 às 17:20, por Renata Bars.

Vinícius Oliveira, jornalista e fotografo, aracajuano e poeta, sergipano e documentarista além de mestrando em Comunicação e Sociedade na Universidade Federal de Sergipe.
Militante da moradia, direitos humanos e cultura. Ocupando as ruas, os direitos, a cidade pela necessidade da transformação, pela utopia de novas relações sociais em que o lucro, a mercadoria estejam abominadas, em nome da vida igualitária, antiproibicionista e com diversidade.
Comecei no Movimento de juventude através do Movimento Passe Livre Aracaju na luta contra os aumentos de tarifas e pela Tarifa zero. Logo após, cursei Direito em uma particular e militei no Centro Acadêmico Tobias Barreto (CATB). Mudei de curso para Jornalismo na UFS, no qual fui do DACS e também Coordenação geral nacional da ENECOS (Executiva Nacional dos Estudantes de Comunicação Social) militando pela Democratização da Comunicação, Combatendo as opressões e na luta por uma Educação Pública de qualidade com permanência estudantil e socialmente emancipatória.
Sou militante do PSOL, pela totalidade das transformações, que será a revolução,o melhor e eterno carnaval dos pobres.

Por que você escolheu ser candidato?

Não escolhi, foi uma tarefa que me incumbiram pela minha militância pela moradia, cultura,transporte, enfim no direito a cidade. Tenho como característica fazer trabalho de base nas comunidades e ocupações urbanas realizando também contribuição na formulação nos movimentos e também na construção do programas de cidade do PSOL (Partido Socialismo e Liberdade).

Qual sua proposta para juventude?

Todo o nosso programa tem um recorte de Juventude. Primeiramente nossa juventude negra precisa VIVER. A guerra as Drogas mata pobre todo dia nas perifas. Nacionalmente defendemos a Legalização das drogas e Desmilitarização das Policias, no caso municipal, a Guarda Municipal, que o atual prefeito vem militarizando.
Segundo, Direito a cidade- através do direito a moradia,transporte e cultura- com controle territorial do aluguel por bairro, imóveis sem função social voltados para moradia e pontos de cultura popular com trabalhadores da cultura do município ( através de múltiplas linguagens, poesia,audiovisual,teatro,dança, etc), ; Tarifa 0, reforma e conexão das ciclovias para uma mobilidade urbana.

Qual a sua proposta para Educação?

Educação pública, gratuita, de qualidade; Mais verbas para estrutura e valorização dos profissionais; cumprimento da lei do piso e Plano de Carreira; Ampliação do quadro de professores e servidores, Gestão Democrática; Formação continuada dos educadores; Ampliação de escolas e creches no município; Fim dos pacotes pedagógicos; Equipamentos e estrutura completa; Salas para atendimento às pessoas com deficiência; Melhoria da merenda com aquisição de alimentos da agricultura familiar/extrativista; Implementar progressivamente escolas públicas de tempo integral;

A favor ou contra o Escola sem Partido?

Sou a favor da escola do pensamento livre, emancipador, conectado a nossa história e ancestralidade, que compreenda o povo trabalhador como sujeito histórico e transformador. Que tenha igualdade entre homens e mulheres, que seja antirracista e respeita a diversidade LGBT. Por isso ABOMINO a escola “sem partido”, um projeto fascista do pensamento único.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo