Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

UNE será homenageada nesta quinta (10/8) no Congresso Nacional

08/08/2017 às 13:42, por Redação.
Tags:


História do movimento estudantil brasileiro se confunde com a do próprio Brasil no último século; estudantes lutam agora por eleições diretas e contra as reformas de Temer

A União Nacional dos Estudantes (UNE), maior e mais antiga organização da juventude brasileira, completa 80 anos no próximo dia 11 de agosto e será homenageada no Congresso Nacional, em Brasília, nesta quinta-feira (10/8). Uma sessão solene será realizada no plenário da Casa, a partir das 9h. A atividade terá a presença da nova presidenta da UNE, Marianna Dias, eleita no último congresso da entidade em junho deste ano, de parlamentares de diversos partidos, representantes da sociedade civil e dos movimentos sociais.

A UNE também se manifestará, na ocasião, pela realização de eleições diretas no Brasil, frente ao grave cenário político nacional e as denúncias que afetam a Presidência da República. A entidade tem se manifestado duramente contra o governo federal, as reformas trabalhista e da previdência, defendendo a saída de Michel Temer e a realização das Diretas Já como forma de reconstruir a democracia nacional.

Defendemos novas eleições gerais com as Diretas Já!, que devem vir acompanhadas também por uma intensa luta contra as reformas e todas as retiradas de direitos e pela apresentação de um programa que sirva de fato à juventude, às mulheres, aos indígenas, aos quilombolas, às comunidades tradicionais, aos negros e negras, aos LGBTs e à toda classe trabalhadora, ou seja, aos brasileiros”, afirma a presidenta da UNE.

SOBRE OS 80 ANOS DA UNE
O movimento estudantil brasileiro é uma escola pela qual já passaram os mais diferentes personagens do país. Desde o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB), que foi presidente da UNE em 1964, ao atual governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), ex-militante secundarista. Desde o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), que também presidiu a entidade no Fora Collor, ao ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes (PSDB-SP) e ao ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), que integraram a UNE em diferentes momentos. Na área da cultura, participaram da entidade figuras como Vinícius de Moraes, Arnaldo Jabor, Ferreira Gullar, Cacá Diegues e Beth Carvalho.

Vamos convidar importantes ex-presidentes da UNE que participaram da nossa história entre eles, o Lindbergh Faria, José Serra, Orlando Silva, Gisela Mendonça, Aldo Arantes, Aldo Rebelo, Gustavo Petta, Ricardo Capelli, Wadson Ribeiro e Carina Vitral. Queremos também que deputados, senadores e estudantes de Brasília com o DCE da UnB participem”, destacou a diretora de Relações Institucionais da UNE, Bruna Brelaz.

Fundada em 11 de agosto de 1937, a UNE já nasceu sendo a principal força popular de combate ao nazismo no Brasil no período de eclosão da Segunda Guerra Mundial. Nos anos 1950, foi protagonista na campanha O Petróleo É Nosso! e na defesa da soberania nacional. Durante a ditadura militar, os estudantes foram os principais combatentes do regime, sofrendo com perseguições, torturas e mortes. A UNE também mobilizou a campanha pelas Diretas Já! e capitaneou o impeachment de Fernando Collor. Mais recentemente, lutou pela criação de programas como o ProUni, pela popularização da universidade e em defesa da democracia.

Saiba mais sobre a história da UNE: http://www.une.org.br/memoria/

SERVIÇO

Sessão Solene no Congresso Nacional em homenagem aos 80 anos da UNE
Quando? 10 de agosto (quinta-feira) às 9h
Onde? Plenário do Senado Federal em Brasília (DF).

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo