Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

UNE processa Lollapalooza por burlar a Lei da meia-entrada

09/10/2017 às 12:17, por Cristiane Tada.

Presidentas das entidades estudantis assinam termo de cooperação com o Procon

Entidades estudantis também realizaram parceria com o Procon carioca para melhorar a fiscalização

A UNE e as demais entidades estudantis entraram com uma ação contra o Lollapalooza que acontecerá em Março de 2018 em São Paulo. As entidades acreditam que o festival está burlando a lei da meia-entrada, e aumentado o preço de todos os ingressos em cerca de 63% em relação ao ano passado. Dessa forma a metade do valor, seria praticamente o custo da entrada inteira de 2017.

“Estamos pensando e realizando parcerias nos Estados do Brasil para defender o direito à meia- entrada dos estudantes. A Lei é clara ao afirmar que o estudante pagará metade do preço do ingresso efetivamente cobrado do público em geral, por isso vamos tomar todas as medidas cabíveis para combater ações como a do Lollapalooza que tentam simular o cumprimento da lei, mas que atacam de modo flagrante o nosso direto”, afirmou o tesoureiro da UNE, Ivo Braga.

Parceria com o Procon Carioca

Para garantir o cumprimento da lei, combater a falsificação da carteirinha dos estudantes e melhorar a fiscalização na exigência da carteira na venda do ingresso, na entrada do evento e na verificação da validade do documento nos estabelecimentos que oferecem a meia-entrada no Rio de Janeiro, a UNE, UBES e ANPG assinaram este mês um termo de cooperação com o Procon carioca.

A meta é identificar se há prática abusiva de preços dos ingressos sob a alegação do cumprimento da meia-entrada e também prevê ainda ações conjuntas educativas que inclui um curso gratuito de capacitação para produtoras de eventos e espetáculos culturais e esportivos. A primeira turma do curso será realizado no plenário da OAB no dia 31 de Outubro e terá capacidade para 200 pessoas.

“Fruto dessa cooperação com o Procon Carioca vamos produzir uma cartilha sobre a meia-entrada que será distribuída entre os agentes de produção de espetáculos culturais que devem oferecer o percentual de 40% de meia-entrada do total de ingressos disponíveis”, destacou o tesoureiro.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo