Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

UNE não vai apoiar nenhum candidato no 1º turno e lança campanha Bolsonaro Não

24/07/2018 às 11:22, por Cristiane Tada.


Maior encontro de DCEs do Brasil aprovou também atos em defesa da educação de 6 a 15 de Agosto

Reunidos neste último fim de semana (21 e 22) em São Paulo estudantes de DCEs de todo o país votaram na plenária final do 66º Coneg da UNE que não apoiam nenhum candidato no primeiro turno. A decisão respeita a pluralidade das candidaturas das diversas forças políticas que compõe a entidade. “Não cabe à UNE apoiar qualquer candidato presidencial no primeiro turno, mas cabe à UNE a elaboração de um programa dos estudantes universitários que aponte a defesa de um Brasil mais justo e de uma universidade de qualidade a ser apresentado aos pré-candidatos”, diz parte da Resolução de Conjuntura aprovada por mais 150 entidades entre DCEs, UEEs e federações de cursos.

O programa dos estudantes universitários é a Plataforma eleitoral da UNE, que reúne o acúmulo das discussões deste encontro realizado e será lançada em breve. O objetivo é fazer com que os candidatos a presidência da República se comprometam com as reivindicações, em sua maioria, por melhorias e investimento na educação.

“ As eleições serão nossa oportunidade de virada deste período triste de retrocessos e desesperança que os estudantes brasileiros tem enfrentado. Colocamos no papel os nossos sonhos de uma educação que represente o futuro que queremos para a universidade e para o Brasil”, destacou a presidenta da UNE, Marianna Dias.

Bolsonaro Não

Embora não apoie nenhum candidato, os estudantes brasileiros organizados rechaçam a possibilidade de ter Jair Bolsonaro (PSL) na presidência.

Para a UNE sua posição clara contra o candidato do PSL reafirma reafirma sua posição em defesa da democracia e contra as saídas autoritárias à crise política brasileira.

“Dizer não a Bolsonaro é ressaltar que as soluções à crise que vivemos passam pelo aprofundamento da democracia e não pelo retorno de ditaduras. É dizer que não aceitamos que mulheres recebam menos que homens pela mesma função. É dizer que não pode ser normal deputados que, com o discurso da moral e anticorrupção, se beneficiem por mais de 30 anos de mandatos sem qualquer produção legislativa relevante. É dizer que a diversidade brasileira é força constituinte de nosso povo e não pode sofrer ataques”, diz documento aprovado.

A campanha BOLSONARO NÃO deve ser uma iniciativa da rede de DCEs, UEEs, Executivas de curso, mas a ideia é que ela contagie outras organizações da sociedade civil.

Semana de Defesa da Educação e Democracia

O 66º Coneg da UNE aprovou ainda atos para o Dia do Estudante, a “Semana em Defesa da Educação e Democracia” que ocorrerá de 6 a 15 de Agosto.

Durante o período os estudantes vão organizar ações nas universidades em defesa da educação pública e gratuita, contra a cobrança de mensalidades, em defesa de mais orçamento para educação pública, contra a mercantilização do ensino superior privado e contra as mudanças que prejudicam os estudantes do FIES e do PROUNI.

Essas atividades passarão também pelo “Dia do Basta” convocado pelas centrais sindicais para 10 de Agosto com paralisações em todo o Brasil e culminarão em Brasília nos dias 14 e 15 de agosto, com participação na marcha para a garantia do direito ao registro da candidatura de Lula. A UNE realizará em conjunto a marcha para a capital federal um encontro estudantil em defesa da educação e da democracia.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo