Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

UNE divulga manifesto ”O Brasil se une pelo Hexa”. Confira

21/06/2018 às 15:27, por Renata Bars.


Entidade afirma que não há contradição entre torcer pela seleção e lutar por um Brasil melhor

É inegável que o assunto do momento é a Copa do Mundo de Futebol, que acontece até 15 de julho, na Rússia. Contudo, muitos se perguntam: como torcer pela seleção brasileira em um momento de crise e perda de direitos? A UNE, entidade que há mais de 80 anos luta por um Brasil mais justo para todos e todas, divulgou um manifesto para responder a essa questão.

Intitulado ”O Brasil se une pelo Hexa”, o documento afirma que torcer pela seleção e indignar-se com a conjuntura política atual é possível.

”Precisamos compreender que não há contradição entre lutar contra os interesses do capital, as mazelas que assolam o país e torcer pela seleção. O futebol teve um papel fundamental na construção da nossa identidade, na medida em que foi se transformando numa paixão nacional, tornando-se um grande patrimônio”, diz o manifesto.

Para a presidenta da UNE Marianna Dias, o futebol é uma das maiores paixões do nosso povo e motivo de felicidade para a nação. ”Não é justo que num momento tão difícil como esse o povo ainda tenha que abrir mão de torcer. A UNE acredita na torcida pela seleção como uma forma de seguir em frente e sorrir”, salientou.

Leia o manifesto na íntegra:

Manifesto “O Brasil se UNE pelo Hexa”

Estamos iniciando a nossa caminhada rumo ao Hexa. Sempre torcemos pelo Brasil em todas as copas, vestimos a camisa verde e amarela e nos destacamos por nossa alegria e paixão pela seleção. A Copa do Mundo tem a capacidade de unificar o nosso povo e elevar a sua autoestima.

É evidente o jogo de interesses da FIFA e do mercado mundial que gira em torno dos grandes eventos. Logo, não podemos deixar de levantar críticas à CBF e a ameaça que a “indústria da bola” representa para o futebol enquanto arte e cultura popular.

Outro ponto que merece destaque é a política do governo Temer que em 2017 previa que a verba disponível para programas no Ministério do Esporte sofresse uma redução de 87%. Essa medida ameaça o Bolsa Atleta, que é um programa importante no incentivo à práticas desportivas.

Por isso, precisamos compreender que não há contradição entre lutar contra os interesses do capital, as mazelas que assolam o país e torcer pelo esporte e pela seleção. O futebol teve um papel fundamental na construção da nossa identidade, na medida em que foi se transformando numa paixão nacional, tornando-se um grande patrimônio.

Faz parte do projeto das grandes elites tirar do povo a alegria com um dos seus mais importantes símbolos: o futebol. Não podem tirar do povo, da juventude e dos trabalhadores o sentimento de amor pela brasilidade.

Parafraseando o Henfil “A seleção é do povo, assim como a greve é dos trabalhadores”. Vamos gritar gol! Vamos pintar a rua de verde e amarelo! Vamos torcer pela Hexa! Vamos torcer pelo Brasil!

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo