Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Tire suas dúvidas e faça as malas para o 3º Encontro LGBT da UNE

18/07/2018 às 16:43, por Cristiane Tada.


Hospedagem, alimentação, atividades, saiba tudo que vai rolar de 27 a 29 de Julho na UNEB

A próxima tour das LGBTs brasileiras já tem data marcada: de 27 a 29 de Julho em Salvador (BA) no 3º Encontro de Estudantes Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais da UNE.

Todas as monas, monos e manas de universidades de todo o Brasil se encontrarão no campus 1 Uneb para discutir as principais pautas do movimento LGBT.

Quer saber mais? Se liga!

Quais atividades acontecem durante o 3º Encontro LGBT da UNE?

Acontecerão debates, atividades culturais e mesas de discussão sobre os assuntos como saúde, lgbtfobia, racismo, violência, segurança, políticas públicas, direitos, assistência estudantil comunicação e muito mais.

Em 2018 sob o tema ‘’Nossas Vidas importam: mais democracia e um Brasil livre de LGBTfobia” os estudantes vão debater principalmente o  papel da juventude LGBT nas das eleições presidenciais.

Eu preciso pagar para participar?

Sim. As inscrições estão abertas no valor de R$ 40 reais AQUI.  O valor inclui a participação em todas as atividades e alimentação (café, almoço e jantar) está inclusa no valor da inscrição.

Como será a hospedagem?

O participante pagará sua inscrição, que dará direito a alojamento no local do evento. É necessário levar barraca e ou saco de dormir, colchonetes, travesseiros e colchas.

O que preciso levar?

Roupas leves e confortáveis para o clima quente de Salvador;

Medicamentos específicos de seu uso pessoal;

Cadeados, para trancar malas e barracas;

Objetos de higiene pessoal;

Óculos escuro e protetor solar;

Chinelos;

Dinheiro trocado;

Camisinha (Respeitar as diferenças é tão importante quanto usar proteção) ;

Saco de lixo para manter o ambiente limpo;

Carregador de celular;

Extensão e benjamin;

O que é o Encontro LGBT da UNE?

O Encontro LGBT da União Nacional dos Estudantes é uma ação da entidade que representa uma demanda dos estudantes por ações afirmativas que levantem o debate acerca das políticas públicas para a comunidade LGBT nas universidades brasileiras. O combate à lgbtfobia e a luta contra projetos conservadores em curso no país, bem como os avanços como cotas para trans nas universidades públicas brasileiras são algumas das bandeiras que já foram defendidas no espaço.

Foi no acúmulo de encontros como esse que em 2016 os estudantes conquistaram o direito de ter seu nome social respeitado no documento da UNE, UBES e ANPG.  No site documentodoestudante.com.br ao preencher o cadastro, no campo da opção gênero, tem as escolhas masculino, feminino, travesti e transexual. Quando a pessoa escolhe a opção travesti ou a transexual, automaticamente abre o campo para se preencher o nome social.

Neste ano a diretoria LGBT da UNE completa 13 anos e segue firme na luta em defesa da educação laica e da democracia do país, articulando o movimento estudantil com o intuito de promover cada vez mais possibilidades da entrada, permanência e saída de LGBTs nas instituições de ensino, combatendo todo e qualquer tipo de discriminação por orientação sexual e identidade de gênero em diálogo também com o mundo do trabalho.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo