Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

PUC MG é primeira universidade particular ocupada

04/11/2016 às 18:14, por Artênius Daniel.

Assembleia reuniu cerca de 600 estudantes que temem cortes no Prouni, Fies e outros recursos

A principal universidade particular de Minas Gerais e uma das principais do Brasil está ocupada desde quinta-feira (3) como parte do movimento nacional de protesto contra a PEC 55 (antiga PEC 241) e os cortes do atual governo federal na área da educação. Uma assembleia com cerca de 600 estudantes definiu a posição do movimento pela ocupação, que é a primeira realizada em uma instituição privada do país durante a atual mobilização. A decisão foi tomada após o debate dos alunos de diversos cursos da instituição no campus Coração Eucarístico, Belo Horizonte.

De acordo com o secretário-geral do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Vitor Canto, quem estuda nas universidades privadas também será seriamente afetado pelos efeitos da PEC55.

“Sabemos que os cortes no orçamento da educação também vão atingir os programas como o Prouni e o Fies, que geram recursos para as instituições. A PUC Minas e outras universidades já estão preparando um ajuste de custos que pode afetar radicalmente a nossa realidade, afirma”.

pucminas1

Para os estudantes ocupados da PUC, frente ao novo cenário trazido pela PEC a perspectiva será ou de diminuição da qualidade ou de aumento das mensalidades. Outra consequência pode ser a queda de recursos para assistência e organização do movimento estudantil dentro dos campi.

“Recentemente começamos a sofrer cortes no recurso para a energia elétrica dos DAs de toda a universidade. É um sinal do que virá por aí com as mudanças e restrições do orçamento da educação”, afirma Vitor.

As consequências nefastas da ”PEC do congelamento” nas universidades privadas no país foram abordadas na última edição do jornal Nossa Voz, publicação da União Nacional dos Estudantes. Você pode ler mais sobre o assunto aqui.

ENEM

A PUC Minas foi ocupada após a decisão do Ministério da Educação de adiar as provas em locais de mobilização estudantil. Apesar do movimento ter se disposto a colaborar com a realização das provas neste fim de semana, o MEC emitiu nota nesta sexta (4) adiando o exame no Instituto de Ciências do campus Coração Eucarístico. Segundo os estudantes, assim como aconteceu no segundo turno das eleições, as provas poderiam coexistir com a ocupação sem prejuízos para os alunos inscritos.

Mais informações na página da Ocupação no Facebook: https://www.facebook.com/ocupapucminas/

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo