Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Primeira ato de resistência pela democracia reúne 30 mil em São Paulo

31/10/2018 às 16:46, por Redação .


Foto: Mídia Ninja

Movimentos sociais e estudantis afirmam que reconhecem resultado das urnas, mas não aceitarão retrocessos

As frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular realizaram nesta terça-feira (30/10) a primeira manifestação para organizar a resistência democrática ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), no Masp, em São Paulo (SP).

O ato teve início a partir das 18h e reuniu cerca de 30 mil pessoas que tomaram a Avenida Paulista e marcharam até a Praça Roosevelt.

“Os movimentos sociais e estudantis presentes reafirmaram sua legítima oposição e que não aceitam criminalização. Estamos nas ruas e nas universidades fazendo assembleias e fortalecendo comitês em defesa da universidade pública e gratuita”, destacou a diretora da Comunicação da UNE, Nágila Maria.

Mal o resultado das urnas foi confirmado neste domingo, e já pipocaram reuniões organizadas por estudantes em instituições de ensino de todo o país. Denúncias sobre ameaças de violência a opositores de Bolsonaro também tem tido destaque na imprensa.

Durante o ato na capital o líder do MTST, Guilherme Boulos, esclareceu que as frentes reconhecem sim, o resultado das eleições.

“Nós reconhecemos sim que o Bolsonaro foi eleito presidente e não imperador do Brasil, e um presidente tem respeitar as liberdades democráticas, tem que respeitar a liberdade de manifestação e respeitar as oposições”, afirmou.

Boulos lembrou também da defesa dos direitos e afirmou que “nós não vamos aceitar reforma da previdência, não aceitamos com Temer e não vamos aceitar com Bolsonaro”.

Apesar de pacífica a manifestação terminou em violência no final. Seis manifestantes foram detidos pela polícia de acordo com a Ponte.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo