Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Plenária nacional aponta rumo para Frente Brasil Popular no próximo período

12/12/2016 às 16:01, por Redação com informações da FBP I Foto: Lydiane Ponciano.


Para entidades reunidas só o voto popular pode superar essa crise político-institucional e apontar para uma nova ordem político social no interesse da Nação

Reunidos em Belo Horizonte entre os dias 7 e 8 de dezembro de 2016, mais de 350 militantes de 100 organizações de 24 Estados, entre elas a UNE,  realizaram a primeira Plenária Nacional da Frente Brasil Popular. No documento final a Carta de Belo Horizonte, faz uma análise do panorama político desde o golpe que retirou a presidenta Dilma Rousseff da presidência da República.

O texto afirma que todos os campos da economia estão deteriorados.

“A federação se esfacela com a falência de Estados e municípios, com todas as suas consequências como a maior deterioração dos serviços públicos, notadamente de saúde, educação e segurança publica, além do atraso dos salários de seus servidores. Minas Gerais, Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro, três dos Estados mais ricos da federação, já declararam ‘situação de calamidade financeira’”, diz trecho.

A FBP destaca que somente a unidade das forças progressistas e populares, pode resistir aos ataques à democracia e ao mesmo tempo construir força política para implementar um programa de desenvolvimento econômico, social e político. “Somente nossa unidade pode enfrentar e derrotar o atual governo e as forças econômicas do atraso que o controlam. Só o voto popular pode superar essa crise político-institucional e apontar para uma nova ordem político social no interesse da Nação, do povo e da democracia, viabilizando as reformas estruturais no pais”.

A Frente afirma ainda que acredita na capacidade de luta da classe trabalhadora brasileira, por meio das suas centrais sindicais, para organizar a resistência aos ataques aos direitos trabalhistas e previdenciários, construindo a greve geral e convida todos os brasileiros a se integrarem no processo de construção da II Conferência Nacional a realizar-se no próximo ano.

A Carta de Belo Horizonte reafirmou também as bandeiras Políticas:

1) Contra o Golpe, Fora Temer e Diretas Já;
2) Nenhum direito a menos:
3) Em defesa das liberdades democráticas e contra o Estado de Exceção;
4) Por uma Reforma Política que amplie a participação e a democracia popular e propagandear a Constituinte como um horizonte estratégico;
5) Defesa da soberania:

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo