Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

“Osvaldão” lança financiamento coletivo para chegar aos cinemas do Brasil

05/10/2015 às 14:01, por Redação.

Documentário produzido de forma independente conta a história do comandante negro da Guerrilha do Araguaia; plataforma virtual usada para arrecadar recursos será o Catarse

Os diretores do documentário “Osvaldão” — Ana Petta, Vandré Fernandes, Fábio Bardella e Andre Michiles — lançaram nesta segunda-feira, 5 de outubro, um financiamento coletivo via internet para coletar dinheiro e levar o filme a sete estados brasileiros. O objetivo é que o longa-metragem chegue aos cinemas de Porto Alegre (RS), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Salvador (BA), Recife (PE) e Fortaleza (CE). A expectativa é que a primeira exibição seja realizada na capital paulista em novembro, mês da Consciência Negra.

A plataforma escolhida para a arrecadação do recurso foi o Catarse, um dos principais sites que gerenciam financiamentos desse tipo na rede. O endereço para contribuir é osvaldao.catarse.me. São sete campanhas simultâneas. A meta é conseguir R$ 10.458 para cada cidade, o que poderá garantir que o filme seja lançado e entre em cartaz no circuito comercial destas capitais.

“Nós pedimos a contribuição financeira de todos os que gostariam de levar o Osvaldão para os cinemas do Brasil. Desejamos que, por meio da tela de cinema, a juventude e o nosso país possam conhecer a história de um brasileiro que lutou bravamente pela nossa democracia”, explica a diretora Ana Petta.

Para saber mais sobre o filme, acompanhe a sua página no Facebook e no Twitter.

SOBRE OSVALDÃO

Negro, porte de atleta e campeão de boxe, Osvaldo Orlando da Costa foi um dos principais comandantes da Guerrilha do Araguaia, movimento de resistência à ditadura militar entre fins da década de 1960 e meados de 1970. Foi temido pelos militares e querido pelos nativos. Seu nome virou lenda na região. Por sua habilidade, moradores contam mitos: dizem que Osvaldão desviava de bala e se transformava em pedra e cupinzeiro.

O longa-documentário busca essa história. Os diretores foram recebidos por familiares em Passa Quatro (MG), sua cidade natal, e por amigos na capital fluminense, onde estudou. Depoimentos de militantes, mateiros e militares contam sobre o seu ingresso, trajetória e liderança na guerrilha. O filme traz ainda raras e exclusivas imagens de Osvaldão em Praga, antiga Tchecoslováquia, durante uma excursão de estudantes, antes dele se tornar um guerrilheiro.

SOBRE O DOCUMENTÁRIO

“Osvaldão” é uma produção independente que levou dois anos para ser realizada. Após os processos de pesquisa, filmagem, montagem e finalização, com gravações no Rio de Janeiro, Pará, Tocantins e Minas Gerais, o filme foi lançado na Mostra de Cinema de São Paulo de 2014.

O músico Criolo faz participação especial e empresta a sua voz a Osvaldão. Outros artistas como Leci Brandão, Antônio Pitanga, Flávio Renegado e Fernando Szegeri também participam narrando pequenos trechos.

A realização do documentário é da Fundação Mauricio Grabois, Clementina Filmes e Estrangeira Filmes.

COLETIVO GAMELEIRA

O Coletivo cinematográfico Gameleira, responsável pela produção do filme “Osvaldão”, é formado por diretores e produtores apaixonados pelo Brasil e interessados em desenvolver um cinema colaborativo construído com arte, política e memória. Integram o grupo Ana Petta (“Repare Bem”), Andre Michiles (“Através”), Fábio Bardella (“Através”) e Vandré Fernandes (“Camponeses do Araguaia”).

 

 

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo