Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

#OcupaTudo: estudantes da UFRB ocupam a reitoria e dizem não à PEC 241

21/10/2016 às 16:43, por Renata Bars.

Além da ocupação, assembleia estudantil deliberou a construção de uma agenda de lutas contra os retrocessos na educação

Cerca de 1200 estudantes da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB), campus Cruz das Almas, iniciaram na tarde da última quarta-feira (19) a ocupação da reitoria da instituição em protesto aos retrocessos na educação com a PEC do congelamento, a MP do Ensino Médio e as propostas alinhadas com o Escola Sem Partido. O movimento se estendeu aos outros cinco campi da instituição, nas cidades de Cachoeira, Amargosa, Santo Antônio de Jesus, Feira de Santana e Santo Amaro e as aulas estão suspensas desde então.

A ocupação soma forças ao movimento que já contabilizada 51 universidades e 993 escolas ocupadas em todo país.

Estudante da UFRB, o diretor LGBT da UNE, Augusto Oliveira, acredita que as ocupações são uma excelente resposta às propostas do governo golpista que pretendem desmantelar as conquistas na educação.

”A luta pela expansão e interiorização das universidades públicas foi a principal bandeira de milhares de estudantes, que a conquistaram dando o seu suor e seu tempo em prol de uma luta que beneficiou e beneficia milhares de estudantes, a PEC 241, vem praticamente acabar com tudo isso. Os estudantes estão demonstrando que não aceitam nenhum direito a menos, e que vão resistir até que essa ”Pec da maldade” caia, disse.

Presente na assembleia, o representante discente Pedro Santana, conta que a proposta de assembleia deliberativa surgiu a partir do diálogo entre estudantes, centros acadêmicos (Cas) e demais coletivos da universidade.

Segundo ele, a ocupação também servirá para mobilizar e construir as atividades do Dia Nacional de Luta do Movimento Educacional, na próxima segunda-feira (24).

A data foi escolhida durante reunião da diretoria executiva da União Nacional dos Estudantes, no último dia 12, em São Paulo.

Em comunicado divulgado na noite de quinta-feira (20), os estudantes afirmam reivindicar a defesa de uma estrutura pública de qualidade para a educação. ”Uma estrutura que dê condições de cidadania pelas para todos e todas a fim de garantir direitos constitucionais com muita luta”, diz o documento.

Acompanhe a lista das escolas e universidades ocupadas aqui.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo