Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Novo regimento de carteiras estudantis é aprovado por unanimidade no Coneg

20/07/2016 às 16:49, por Renata Bars Foto: Rebeca Belchior.

Documento apresenta adequações importantes para que cada vez mais entidades possam aderir ao sistema nacional de carteiras

Foi aprovado por unanimidade, durante a plenária final do 64ª Coneg da UNE, no último domingo (17), o novo regimento de carteiras de identificação estudantil da entidade. Alterações como o aumento no valor do repasse para os diretórios centrais estudantis (DCEs) e a divisão dos repasses do Fundo Nacional dos Estudantes – soma dos repasses não solicitados no período de um ano – entre as atividades nacionais e regionais do movimento estudantil foram comemoradas.

”A ideia é distribuir receitas para a rede do movimento, para que tenhamos cada vez mais um movimento estudantil forte e preparado para transformar a realidade da universidade no Brasil”, falou o tesoureiro da UNE, Ivo Braga.

Segundo Ivo, as propostas de alteração aprovadas dialogam com os anseios das entidades que participaram do 64º Coneg.

”Realizamos um grupo de trabalho durante o Coneg e as propostas sobre o novo regimento foram amplamente debatidas. O aumento no repasse dos DCEs e a distribuição do fundo nacional entre a rede do movimento estudantil foram pautas unânimes que permitiram a aprovação do novo regimento”, disse.

Os artigos 25 e 26 do novo regimento tratam do Fundo Nacional Estudantil e especificam que os valores destinados para a divisão entre as entidades serão definidos pela diretoria executiva da UNE ao fim de cada período de arrecadação.

”A cada ano a diretoria da UNE vai aprovar um edital para que as entidades da rede apresentem projetos, atividades acadêmicas, esportivas, culturais, de extensão, e assim possam participar desse e receber a receita do Fundo”, explicou Ivo.

No caso dos Centros Acadêmicos (CAS) que emitem a carteira, o repasse foi facilitado.

”A partir de agora o CA poderá autorizar a UNE a pagar o seu repasse na conta do DCE da sua instituição de ensino. Muitos centros acadêmicos não tem conta em banco, o que dificultava os repasses. Agora temos um mecanismo de facilitação”, analisou o tesoureiro da UNE.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo