Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Nova plataforma do governo federal incentiva participação dos cidadãos 

29/07/2015 às 18:14, por Cristiane Tada.

Qualquer pessoa pode sugerir ideias para programas das áreas de Saúde, Educação, Segurança Pública e Desenvolvimento Social

O governo federal lançou nesta terça-feira (28/7) o Dialoga Brasil, uma plataforma de interação na internet para que as pessoas possam dar sua sugestão sobre programas de governo ou apoiar ideias de outros cidadãos.

O objetivo é aproximar a população do governo federal criando um canal direto de críticas e contribuição para as políticas públicas. Os ministros de Estado devem participar de bate-papos virtuais para debater os assuntos comentados no site.

A presidenta Dilma Rousseff afirmou que “é muito difícil governar um país das dimensões do Brasil sem ouvir as pessoas,” e lembrou que os principais programas do Governo Federal nasceram da participação popular, do diálogo, das observações e críticas da sociedade.

“O governo precisa que vocês participem, com comentários, observações, críticas, sugestões e propostas. O debate tem melhor qualidade quando parte do conhecimento comum, compartilhado entre todos”, ressaltou.

A presidenta da UNE, Carina Vitral, esteve presente no lançamento. Para ela “a plataforma, por ser virtual, pega a energia e o potencial da internet para aproximar a população desses programas sociais e dessa interação podem surgir novas propostas, mas também melhorar os programas que já existem”, destacou.

Durante sua fala, a estudante também fez sua proposta para o Dialoga Brasil e defendeu a ampliação do número de universidades federais brasileiras, para que o Brasil alcance 40% de matrículas do ensino superior em universidades públicas como prevê o Plano Nacional de Educação.

Como funciona?

No Dialoga Brasil estará disponível para sugestões em 80 programas de governo divididos em 14 temas. Já estão no ar as áreas da Saúde, Educação, Segurança Pública e Desenvolvimento Social.

O espaço virtual propõe certos temas para debates e fica aberto para a contribuição da população. Qualquer pessoa pode fazer sugestões para programas, tirar dúvidas ou fazer críticas, além de ajudar na divulgação de propostas e ideias que podem ser compartilhadas via Twitter, Facebook, Google+ e WhatsApp.

Para participar ou votar, é preciso fazer um cadastro no site dialoga.gov.br ou usar os dados da conta no Facebook ou no Google.

Você pode inclusive se cadastrar para participar de um chat com o Ministro responsável pela pasta do assunto em questão.

Um chat com o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, já está marcado para o dia 20 de agosto às 11h.

As três propostas de cada área que tiverem maior apoio entre os participantes vão ser analisadas pelo governo a partir de novembro deste ano.

Educação

O setor de Educação está dividido nas áreas de Educação Básica, Ensino Técnico, Valorização dos Professores e Ensino Superior.

Neste último você pode dialogar sobre o Enem, Sisu, ProUni, Fies e Ciências sem Fronteiras. Existem dados atualizados sobre os programas em questão e o cidadão pode fazer uma proposta ou apoiar outras já sugeridas.

Ampliar as verbas de custeio para as universidades federais e consolidar a sua expansão, possibilitando a conclusão das obras inacabadas do REUNI, de modo a alcançarmos 30% de jovens no Ensino Superior foi a primeira proposta mais votada, nesta quarta-feira (29) um dia depois do lançamento da plataforma.

Logo em seguida consta a destinação de mais verba para as bolsas de Apoio Estudantil, possibilitando que mais pessoas de baixa renda possam se manter na faculdade pública.

Em terceiro lugar mais votada está a proposta do uso prioritário e definitivo de recursos educacionais abertos, tecnologias abertas e software livre no Ensino Superior Público e logo depois a criação do Instituto Nacional de Supervisão e Avaliação do Ensino Superior (Insaes), para que o Estado brasileiro possa fiscalizar as instituições privadas de ensino com mais rigor e eficiência.

A ampliação de verbas das universidades federais, para assistência estudantil, bem como a regulamentação do Ensino Superior Privado através da criação do Insaes tem sido também as principais bandeiras de luta da UNE. Para o diretor de Comunicação da entidade, Mateus Weber, o Dialoga Brasil pode ser um importante termômetro dos anseios da população. “Só neste primeiro dia de funcionamento já deu para ver que a UNE está em consonância com o que os cidadãos defendem para a educação superior brasileira”, afirmou.

Participe! Dê sua contribuição.

http://dialoga.gov.br/

https://www.facebook.com/ pages/Dialoga-Brasil/ 886147171444169

 

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo