Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Nota da UBES sobre a votação na Câmara dos Deputados

18/04/2016 às 14:22, por Da Redação.

Para entidade estudantil, o golpe não terminou e a pressão segue para barrá-lo no Senado

A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), entidade irmã da UNE, também tornou público seu posicionamento sobre a votação realizada na Câmara dos Deputados, na noite de domingo (17/4).  Em nota, os secundaristas afirmam que o  golpe não terminou e a batalha não está perdida:

”A votação segue agora para o Senado Federal. Os estudantes secundaristas, que lutaram pelo direito ao voto e pelo respeito às vontades do povo, não deixarão agora que esse ataque prospere. A UBES não fugiu do combate em momentos muito difíceis e dolorosos da história nacional. Por isso, vamos ocupar as ruas, as escolas, as redes sociais, ininterruptamente, sem trégua, para garantir a normalidade democrática.”

Confira na íntegra:

A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas denuncia a farsa da votação do pedido viciado de impeachment da presidenta Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados, realizada neste domingo. Diferente de uma ação legítima e democrática, de acordo com as leis e a Constituição do país, o que se viu desde o início desse processo foi uma ação criminosa de vingança do presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

Sem honra, acusado de corrupção, lavagem de dinheiro, pelo recebimento de milhões de reais de propina em contratos da Petrobras e por manter diversas contas ilegais no exterior, Cunha não tem moral nem legitimidade para conduzir um processo como esse. A ausência de crime de responsabilidade da presidenta, exigido pela lei 1079/50, evidencia na verdade a tentativa de um golpe à democracia e nos traz as piores lembranças de um tempo sombrio da nossa história, que não podemos esquecer, para que nunca mais aconteça.

O golpe não terminou e a batalha não está perdida. A votação segue agora para o Senado Federal. Os estudantes secundaristas, que lutaram pelo direito ao voto e pelo respeito às vontades do povo, não deixarão agora que esse ataque prospere. A UBES não fugiu do combate em momentos muito difíceis e dolorosos da história nacional. Por isso, vamos ocupar as ruas, as escolas, as redes sociais, ininterruptamente, sem trégua, para garantir a normalidade democrática. É por Edson Luís, Honestino Guimarães, Helenira Resende, Osvaldão e todos que foram torturados e morreram defendendo a democracia que não recuaremos um passo e faremos o que for necessário para defender o Brasil.

Estamos do lado certo da história. Não vai ter golpe.

União Brasileira dos Estudantes Secundaristas

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo