Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Nossa luta: As vozes do Congresso da UNE

07/06/2015 às 14:10, por Cristiane Tada e Renata Bars. Fotos: Juliana Pimenta.

Fomos ouvir quais são as lutas que movem os estudantes que participam do 54o Congresso da UNE. De Norte a Sul do país, a diversidade e a pluralidade de opiniões e visões de mundo marcam as vozes deste encontro. 

interiorização das universidades

Jonas da Silva, 21 anos, História na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)

”Eu espero que minha universidade tenha mais a cara da povo. Eu espero que a educação tenha uma evolução tão grande que o ensino superior possa estar em todos os cantos desse Brasil, até o interior mais distante. Se nós conseguimos aprovar os 10% do PIB para a educação devemos lutar para, de fato, consagrar a nossa conquista.”

jonas

uma universidade de todos

Rafael Sebba, 24, Sociologia, UnB (DF)

“Eu espero que a universidade cumpra uma função emancipadora para as pessoas, um papel social de fato. Muitas vezes se tem uma concepção de universidade que é meramente voltada para a lógica de mercado. A pessoa se forma e, depois, procura seu emprego e toca sua vida. As universidades sempre foram um espaço de questionamento, de inovação, de pensar os problemas das cidades, de propor novas soluções e de ajudar a erradicar a desigualdade gritante que temos no país. Nós, estudantes e academia como um todo, temos papel central nesse processo.”

rafael

consciência política

Daiana Costa de Jesus, 24, pedagogia na Uneb (BA)

“A gente está passando por um momento difícil na minha universidade, com dois meses de greve. Os professores, em conjunto com os estudantes, reivindicam mais recursos na universidade. Venho de outra universidade privada, passei no vestibular da Uneb e estou no primeiro semestre. É uma universidade que tem portas abertas para várias coisas, mas entrei neste momento de crise. Quero que meu departamento, de educação, consiga dialogar com outras unidades e possamos construir um engajamento político. Despertar a consciência política dentro da universidade: é isso que espero”.

daiana

melhorias para a educação

Jessica Dornelas, 24, psicologia, Universidade de Santa Maria (RS)

“No momento atual que vivemos com os cortes na educação, esperamos melhores condições de ensino e de estrutura, para que os estudantes estejam bem amparados. Não adianta só abrir programas para mais estudantes e não acolher esse estudante. Lutamos por melhorias, por isso o movimento estudantil deve ocupar espaços como o Conune, para que estudantes de todo o país possam se unir na luta por melhorias. Sem dinheiro para a educação não dá!”

jessica
Pular para o Conteúdo Pular para o Topo