Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Movimentos demonstram força no lançamento da Frente Brasil Popular

05/09/2015 às 14:49, por Artênius Daniel, de Belo Horizonte.

Ato na Assembleia Legislativa de Minas Gerais contou com a participação da UNE e de diversos segmentos da juventude e dos movimentos sociais

Força máxima, muita organização e diversas lutas pela frente. Foi essa a mensagem transmitida pelas dezenas de entidades e grupos populares que abriram os trabalhos de lançamento da Frente Brasil Popular neste sábado (5) pela manhã em Belo Horizonte, Minas Gerais. Reunidas na Assembleia Legislativa, mais de duas mil pessoas vieram de todos os cantos do país para renovar a história do movimento social brasileiro em um momento delicado da vida nacional.

“Essa é a nossa resposta ao conservadorismo e àqueles que não desejam os avanços do nosso país. É a nossa resposta àqueles que não respeitam a democracia. Há uma série de ideias hoje no país que precisam de um contraponto e por isso estamos aqui”, disse a presidenta da UNE, Carina Vitral, que participou da mesa de abertura ao lado de representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e da Marcha Mundial das Mulheres (MMM).

Em sua fala, Carina destacou a importância dos governos considerarem a posição dos movimentos sociais em períodos de crise. “Se tem gente querendo discutir agenda para o Brasil somos nós, os grupos populares, que queremos dizer que também temos agenda e que precisamos ser consultados”, reivindicou. Ela criticou os cortes em áreas sociais como a Educação e defendeu um novo modelo de política econômica sem a retirada de direitos de estudantes, mulheres e trabalhadores da cidade e do campo.

Durante a tarde, os participantes da Frente Brasil Popular estão organizados em diversos grupos de discussão na Praça da Assembleia, debatendo temas como a soberania nacional, a defesa do petróleo e da Petrobras, a reforma agrária, a luta contra o machismo, o racismo e a homofobia. Ao final dos trabalhos, uma plenária geral aprovará o manifesto da Frente Brasil Popular e um calendário de lutas e próximos encontros. O encerramento do evento será marcado por atividades culturais.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo