Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Luccas Cechetto – candidato a vereador pelo Psol Curitiba (PR)

13/09/2016 às 17:06, por Renata Bars.
 
Luccas Cechetto tem 28 anos, está concluindo a graduação em Psicologia pela Universidade Tuiuti do Paraná, é funcionário do Diretório Estadual do PSOL Paraná e candidato a vereador pelo PSOL Curitiba.

Luccas entende que Psicologia e política estão intimamente ligadas e, por isso mesmo, se envolveu com o movimento estudantil assim que iniciou sua graduação – primeiramente no Grupo de Estudantes do Sindicato dos Psicólogos do Paraná e, na sequência, no Centro Acadêmico de Psicologia da Tuiuti.A escolha destes espaços se deve ao fato de que Luccas acredita que os estudantes devem ter papel central no protagonismo das lutas por uma sociedade mais justa e igualitária.
Além disso, Luccas acredita que a maneira como vivemos em nossa sociedade é adoecedora, incidindo de modo ainda mais violento em determinados grupos. Por isso, passou a defender bandeiras dos direitos dos migrantes (por meio do Núcleo de Psicologia e Migrações do Paraná); da luta antimanicomial – pelo Coletivo Um Passo à Frente; e dos direitos da população LGBT, pelo Transgrupo Marcela Prado.

Como vereador, lutará pela garantia de direitos básicos desses grupos e também de outras minorias tão invisibilizadas em Curitiba, como negras e negros, mulheres e jovens de periferia, assim como por uma educação laica e universal.

1) Por que você escolheu ser candidato?

 Escolhi ser candidato por entender ser fundamental disputar os espaços da burguesia para se comunicar com a população. Não acredito que a via institucional seja a solução, mas não podemos simplesmente virar as costas para ela e abandoná-la nas mãos da burguesia.

2) Qual sua proposta para juventude?

As minhas propostas para a juventude envolvem a luta pelo transporte público gratuito, por espaços bem equipados e funcionando de cultura e lazer para atividades em contraturno, lutar pela ampliação de escolas técnicas e federais, propor orçamento específico para as políticas para jovens, construir políticas de assistência estudantil para garantir a permanência dos jovens nas escolas e lutar por cada vez mais participação dos jovens na política.

3) Qual a sua proposta para Educação?

Na educação, como vereador, pretendo lutar contra a escola sem partido, garantir a inclusão das discussões de gênero e diversidade nos planos municipais, propor verba para cursinhos populares para populações vulneráveis, como as travestis e transexuais, fiscalizar o repasse da verba da educação para que não fique restrito apenas a obras, garantir ampliação de vagas em creches, entre outras propostas.

4) A favor ou contra o Escola sem Partido?

Definitivamente contra. Qualquer candidato que se diga defensor da educação deve usar todo aparato possível para extinguir definitivamente este projeto.
Pular para o Conteúdo Pular para o Topo