Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Jornada Continental pela Democracia reúne movimentos sociais em SP

23/08/2017 às 18:02, por Renata Bars.


Evento fez parte do processo de mobilização para o Encontro Continental da Jornada que acontecerá entre os dias 16 e 18 de novembro em Montevidéu

A resistência popular contra a ofensiva neoliberal na América Latina e a luta contra o capitalismo esteve no centro do debate na última terça-feira (22), em São Paulo, na sede da Apeoesp, durante um ato político da Jornada Continental pela Democracia. O evento compôs o processo de mobilização dos movimentos sociais brasileiros para o Encontro Continental da Jornada que acontecerá entre os dias 16 e 18 de novembro em Montevidéu, capital uruguaia.

Via Campesina, Jubileu Sul Américas, Amigos de La Tierra de America Latina y el Caribe (ATALC), Confederação Sindical das Américas – CSA, Marcha Mundial das Mulheres, CUT, MTST, UNE e Espaço Sem Fronteiras foram alguns dos movimentos que marcaram presença na atividade.

A articulação da Jornada se concentra na construção dos seguintes eixos: a integração da luta, a luta pela democracia e soberania dos povos, o combate ao poder das transnacionais e a luta contra o livre comércio. O objetivo é dar visibilidade aos temas das transnacionais e os impactos sociais e ambientais que elas têm provocado na América Latina.

Presente na ocasião, a diretora de comunicação da UNE Nágila Maria afirmou que a Jornada Continental é um movimento de extrema importância na luta contra o neoliberalismo. ”A UNE tem denunciado incansavelmente a ofensiva neoliberal, as reformas anti-povo impostas pelo governo golpista e o desmonte e mercantilização na educação brasileira. A unidade dos movimentos sociais em defesa da democracia ficou evidente neste primeiro ato. Não entregaremos o Brasil aos interesses imperialistas”, enfatizou.

Outros encontros estão para acontecer no país nos próximos dias. Em 25 de agosto é a vez da cidade de Natal, no Rio Grande do Norte. Também como parte da Jornada, no dia 1º de setembro ocorrerão atos em solidariedade à Venezuela.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo