Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Jaidesson – candidato a vereador pelo PCdoB em Rio Branco (AC)

13/09/2016 às 17:03, por Cristiane Tada.

 

Jaidesson  Peres tem 26 anos e sempre foi um jovem que se envolveu nas lutas sociais. Até os sete anos de idade, morou no Seringal Descanso, Rio Purus, de onde os pais saíram para lhe dar educação na cidade de Sena Madureira. Na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, foi coordenador de grupos de jovens e seminarista da Ordem dos Servos de Maria, onde conviveu com dois respeitados padres, Padre Paolino e Heitor Turrini.  Na adolescência, aos 17 anos, impulsionado pelos sonhos, deixou os pais e  veio a Rio Branco estudar Jornalismo no Instituto de Ensino Superior do Acre (IESACRE), onde foi agraciado com uma bolsa de estudos pelo destacado desempenho acadêmico. Passa em primeiro lugar para o curso de Letras/Português na Universidade Federal do Acre (UFAC). Desde então começa a se envolver de forma combativa no movimento estudantil, pelo qual se tornou presidente de Centro Acadêmico, membro do Conselho Universitário e candidato duas vezes ao Diretório Central dos Estudantes (DCE), com significativas votações.

Por que você é candidato?

Sou candidato porque acredito que nossa política precisa de mudança,  de pessoas jovens, de novas ideias e novas práticas. A política brasileira vive uma grande crise e precisa de uma geração de jovens que saiba dar  respostas, que leve esperança ao povo, que não aceite retrocessos, sobretudo diante do avanço do conservadorismo das elites. Minha cidade carece de jovens na política, com pensamento moderno, que não sejam oriundos de famílias poderosas, que tenham sensibilidade com as necessidades dos mais sofridos.

Qual sua proposta para juventude?

Nossa proposta é construir um mandato dedicado às necessidades dos jovens de Rio Branco, bem atuante, participativo, transparente. Queremos propor políticas que possibilitem inserir o jovem no mundo do trabalho com qualificação profissional, dar a oportunidade de cursar uma faculdade através dos  cursinhos populares, praticar esportes e participar de atividades culturais nas Praças da Juventude; que  os jovens tenham direito a um transporte público de qualidade e gratuito, internet livre nas praças e parques públicos, Parque Tecnológico para fomentar novas tecnologias, projetos e ações de educação ambiental para garantir a sobrevivência do nosso Rio Acre com água de qualidade e perene.

Qual a sua proposta para educação?

Quanto à educação, trabalharemos para alcançar a educação integral nas escolas de Rio Branco com ensino dos esportes e artes, bem como o fortalecimento do ProJovem para aqueles jovens que não conseguiram ainda terminar o ensino fundamental. Propomos a criação da Biblioteca Móvel para estimular a leitura, a criação dos cursinhos populares que preparem para o Enem, a construção de um planetário para ampliar conhecimento sobre astronomia, além de  fazer um amplo debate sobre mecanismos que garantam a entrada de estudantes acreanos nos cursos mais procurados da Universidade Federal do Acre (Ufac).

A favor ou contra o Escola sem Partido?

Somos absolutamente contra este movimento nefasto chamado Escola sem Partido, na verdade Escola com Mordaça. Tudo isso não passa de uma estratégia golpista para eliminar a pluralidade de opinião e a liberdade de expressão na sala de aula. A iniciativa é uma grave afronta à nossa Constituição, que afirma que um dos objetivos da educação é preparar para o exercício da cidadania. E não há cidadania sem liberdade de aprender, ensinar e divulgar o pensamento, a arte e o saber.

Tem alguma proposta para mobilidade? Qual?

Em Rio Branco, precisamos ainda melhorar a qualidade do transporte público, principalmente na questão da pontualidade e conforto dos passageiros de ônibus. Defendemos a cobertura em todas as paradas, o aumento da frota, ônibus novos e ar-condicionado em todos eles, adaptação para necessidades especiais, bem como a fiscalização das obrigações das empresas que prestam esse serviço. E para oferecer uma opção de transporte sustentável, não poluente e sadio, lutaremos pelo aumento das ciclovias  e implantação do sistema de bicicleta compartilhada.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo