Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Fórum Nacional Popular de Educação vai centrar luta contra a Lei da Mordaça

30/11/2018 às 17:36, por Redação com infos da FNPE.


Entidades também vão focar na luta contra a cobrança nas universidades; Plenária da FNPE termina nesta sexta-feira (30/11) em Brasília

O secretário-geral da UNE, Mário Magno, participou da Plenária do Fórum Nacional Popular de Educação (FNPE), que se encerra nesta sexta-feira (30/11) em Brasília (DF).

Este foi o primeiro encontro das entidades educacionais após vitória do projeto autoritário e ultraliberal do governo Bolsonaro. “Conseguimos aprofundar a avaliação da conjuntura política, econômica e educacional. Estaremos cada vez mais na resistência contra as agendas de ataques às liberdades, de criminalização dos movimentos sociais e educacionais, fortalecendo combate ao desmonte da educação pública, contra as privatizações e as múltiplas agendas voltadas à destruição da Educação básica”, destacou Mário.

Ele afirma que as entidades estudantis UNE, UBES e ANPG, bem como CNTE, CONTEE, FASUBRA, PROIFES, ANPAE, CUT e ao menos 35 entidades nacionais do campo educacional, seguirão firmes na articulação e na construção de uma agenda contra retrocessos.  Principalmente em defesa da Escola Sem Censura, contra à antireforma do ensino médio, educação a distância, militarização e perseguição aos docentes e além das cobranças de mensalidade.

“ Vamos retomar e atualizar o Plano de Lutas da Conferência Nacional Popular de Educação (CONAPE) e a defesa das entidades estudantis. Vamos fortalecer a parceria de diálogo com os Grêmios, Centros e Diretórios Centrais Acadêmicos para que possamos realizar com mais força a disputa ideológica e cultural em defesa dos nossos direitos e por uma educação libertadora”, ressaltou.

Além de pactuar a agenda estratégica do FNPE para 2019, a Plenária deve ebaborar um plano de ação concreto que será divulgado como uma carta nesta sexta-feira. O documento será construído de acordo com a conjunto e as deliberações da Conferência Nacional Popular de Educação (Conape) 2018, realizada em maio como resposta social aos ataques do governo golpista de Michel Temer contra a educação.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo