Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

”Fora Temer”: palavra de ordem

26/05/2017 às 15:19, por Renata Bars.


Retrospectiva da gestão 2015-2017 relembra a ofensiva estudantil pela saída do presidente ilegítimo

O grito de ”Fora Temer” proferido pelos estudantes durante toda a gestão 2015-2017 ainda permanece vivo nas gargantas daqueles que sonham com um futuro melhor para o Brasil. Ao longo destes dois anos, um sem número de passeatas, atos e manifestações reivindicou a saída do presidente ilegítimo, o fim das reformas trabalhista e da previdência propostas por ele e o restabelecimento da democracia com as eleições diretas.

Em maio de 2016, logo após a posse do governo golpista, estudantes, artistas, intelectuais e produtores culturais deram uma “aula” de resistência contra a extinção do Ministério da Cultura no movimento #OcupaMinc. O movimento começou no Rio de Janeiro e se espalhou por 27 cidades com a mesma proposta: a queda de Temer.

Em 11 de junho de 2016, mais de 100 mil pessoas tomaram a Avenida Paulista, em São Paulo para gritar ”Fora Temer” a plenos pulmões.

No mês de julho, o 64º Coneg da UNE saiu em defesa da democracia e abordou temas importantes sobre a conjuntura em tempos de golpe.

Plenária Final do 64º Coneg, realizado em São Paulo

Em agosto, logo após a consolidação do impeachment da presidenta eleita Dilma Rousseff, novos atos pela saída de Temer reuniram milhares de manifestantes em todo o país. Em outubro, estudantes ocuparam o escritório da presidência em São Paulo. Greves e protestos contra as ”deformas” e a famosa ”PEC do teto” se espalharam de norte a sul.

Estudantes protestam contra os desmontes do governo golpista

Em 2017, os estudantes e movimentos sociais continuaram organizando o ”Fora Temer” nas ruas. No dia 28 de abril uma ”Greve Geral” mobilizou mais de 40 milhões de pessoas em todo o Brasil. Em maio, a denúncia de que Temer consentiu com o pagamento de propina a Eduardo Cunha (PMDB-RJ), divulgada pelo jornal “O Globo” provocou mobilizações imediatas de todo o movimento social que resiste bravamente contra o golpe.

Panfletos informam sobre a Greve Geral do dia 28 de abril

A UNE divulgou uma nota e entregou quase 1 milhão de assinaturas para o presidente da Câmara Rodrigo Maia exigindo a realizações das eleições diretas.

Estudantes entregam abaixo-assinado e exigem ”diretas já”

O mais recente pedido de ”Fora Temer” foi organizado pela Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo, no último dia 24 de maio. Chamado de ”Ocupa Brasília”, o movimento levou milhares à capital federal. Na ocasião, manifestantes sofreram repressão desproporcional por parte da polícia, contudo a reivindicação de saída de temer e a realização das ”diretas já” prometem continuar mais fortes do que nunca.

Ocupe Brasília reivindicou saída de Temer e eleições diretas

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo