Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

64º CONEG: Saiba tudo que rolou no maior encontro de DCEs do Brasil

21/07/2016 às 14:07, por Natasha Ramos.

UNE realizou debates sobre temas como educação, saúde, juventude, democratização da comunicação e o golpe à democracia

Ao longo de três dias, de 15 a 17 de julho, a UNE reuniu mais de 500 estudantes em seu 64º CONEG. Foram 324 entidades credenciadas no evento, que contou com cerca de 20 debates sobre temas ligados à educação, saúde, juventude, democratização da comunicação, o golpe à democracia, além de discussões acerca do combate ao racismo, à lgbtfobia e sobre a cultura do estupro. Uma pauta que permeou todos os debates foi a defesa da Democracia, e contra qualquer tipo retrocesso.

Saiba como foram os debates:

EM defesa da educação

A pauta da Educação foi amplamente debatida durante o evento, com mesas que contaram com o interesse de grande público.

A aquisição do grupo Estácio pela gigante Kroton, que vai gerar o maior conglomerado educacional do planeta, foi ponto principal no debate sobre a mercantilização da educação, as fusões e a monopolização do ensino privado.

Uma das mesas mais concorridas foi a que discutiu a educação e os desafios nesse período de golpe. Temas como o PNE e o Escola sem Partido foram o centro do debate. Os debatedores apresentaram argumentos que desqualificam o projeto ESP.

O debate “A crise nas universidades públicas e a luta contra as mensalidades” foi outro que tratou da Educação como foco, e teve o objetivo de discutir os perigos das tentativas de privatização do ensino superior público no país.

SOS SUS

O debate da Saúde e seu desmonte, que está sendo realizado pelo governo golpista, também integrou o 64º CONEG. “O SUS é um prato suculento para o golpe”, disse Alexandre Padilha durante a mesa. Os debatedores de “SOS SUS – o desmonte da saúde pública” foram unânimes na defesa do Sistema Único de Saúde.

Confira a entrevista com Arthut Chioro, ex-ministro da Saúde

Democratização da Comunicação

O entendimento de como as mídias alternativas fazem um contraponto à grande imprensa foi o centro da mesa “A atualidade do debate sobre a democratização da comunicação”. Os convidados falaram também sobre a importância de se pensar o setor para além da lógica capitalista.

Confira a entrevista com o jornalista e blogueiro, Leonardo Sakamoto

A Fusão do MCTI e as Ocupações

A fusão do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação com o das Comunicações, e o Ocupa Minc, movimento de resistência contra a extinção do Ministério da Cultura, também foram temas de debates.

“A fusão do MCTI é uma implosão, uma loucura golpista”, disse o secretário de C&T e Ensino Superior do Ceará, Inácio Arruda durante o debate do MCTI.

“Somos a residência da resistência artística do Rio de Janeiro”, diz integrante do Ocupa Minc – RJ durante debate “Ocupa Minc – O papel da Cultura na resistência”, que aconteceu no aniversário de dois meses da ocupação da Funarte, no Rio de Janeiro, uma das mais representativas do movimento.

Confira a entrevista com Ivana Bentes, ex-secretária do MinC

Os movimentos sociais também “ocuparam” o 64º CONEG na mesa “Pelo direito à cidade”. Com representantes do MTST e do MBL, o debate teve como foco o processo de gentrificação e a especulação imobiliária como principais entraves para o acesso da população a uma moradia digna.

Conjuntura em tempos de golpe

A mesa “O mundo do trabalho e o desemprego na juventude” levantou o debate sobre os aspectos que levaram a esse cenário, as projeções e os caminhos para entender e enfrentar o problema.

Medidas do governo golpista e a orquestração de ataques midiáticos contra a Petrobras colocam uma das maiores possibilidades de geração de renda do país na berlinda. Esse foi um dos centros do debate em “O Pré-Sal é nosso” que contou com a presença do ex-presidente da Agência Nacional de Petróleo, Haroldo Lima; do ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli e o Coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros, José Maria Rangel.

O último debate da noite de sexta-feira (15) do 64º CONEG da UNE discutiu o imperialismo na America Latina e o projeto do governo ilegítimo de Michel Temer, intitulado “Ponte para o Futuro”. A mesa foi aberta com a participação da cubana Heidy Ortega, presidenta da OCLAE, e contou ainda com Rubens Diniz, da Fundação Maurício Grabois, e com Juliana Gonçalves, bacharel em Relações Internacionais e ex-diretora da UNE.

Por que é golpe?

A mesa “Por que é golpe? Uma análise jurídica do golpe institucional” trouxe ao 64º CONEG um conjunto de nomes que trataram de desmistificar o “juridiquês” que envolve o impeachment da presidenta Dilma Rousseff e demonstrar que o processo não possui fundamentação jurídica e trata-se, sim, de um golpe.

Confira a entrevista com o advogado membro da equipe de defesa da presidenta da República Dilma Rousseff, Gabriel Sampaio

O combate ao machismo e ao extermínio da juventude negra

Durante o 64º CONEG, também foram realizados dois debates, um contra o machismo e outro contra o extermínio da juventude negra no Brasil.

“Por todas elas, lugar de mulher é onde ela quiser” debateu a luta diária das mulheres no nosso país onde o machismo ainda impera, na universidade, no mercado de trabalho, na mídia, e em todas as instituições da sociedade.

A mesa destinada ao debate sobre o extermínio da juventude negra no Brasil ultrapassou o tema proposto e mostrou a transversalidade da luta contra o racismo. “É impossível discutir o racismo dentro de um único tópico”, falou Edson França, ex-presidente da UNEGRO.

Diálogo que nos UNE

Para encerrar a série de debates com chave de ouro, a mesa “Diálogo que nos UNE”, contou como convidados o ex-governador do Ceará Ciro Gomes, o ex-advogado geral da União, José Eduardo Cardozo, o deputado federal Ivan Valente (PSol-SP) e o representante do Partido Pátria Livre (PPL), Márcio Cabreira. Com o teatro lotado, os debatedores trouxeram novas perspectivas para o futuro do país.

Confira a entrevista com José Eduardo Cardozo, ex-advogado geral da União

 

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo