Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Entidades estudantis amazonenses reúnem com o governador do Estado

13/08/2015 às 16:11, por Redação .

Estudantes e servidores entregam carta conjunta com reivindicações para a educação

As entidades do movimento estudantil do Amazonas, União Estadual dos Estudantes (UEE-AM), e União Municipal dos Estudantes Secundaristas (UMES) e DCE da  Universidade do Estado do Amazonas (UEA) se reuniram na tarde do dia do estudante (11/08) com o governador do Estado José Melo (PROS) para apresentar suas pautas. Também estava presente a Associação dos Servidores da UEA (ASSUEA).

Para o DCE da UEA a reunião faz parte da agenda de comemorações dos 12 anos da entidade, um momento oportuno para pautar as conquistas e as demandas do seguimento estudantil. Durante o ato foi entregue um documento das entidades universitárias e uma carta conjunta com os servidores da universidade, com propostas de construção da creche universitária e mais segurança nas unidades, com a instalação de câmeras do Centro Integrado de Operações  (Ciops) e ronda no entorno da instituição.

As representações levantaram uma série de questões acerca do ensino superior público e do que precisa ser melhorado até o governador.  Para o vice-presidente da  UNE Amazonas, Kennedy Costa, é considerável os avanços e conquistas, mas que elas precisam ser reforçadas e consolidadas. “Com várias conquistas nas mãos, agora precisamos avançar na permanência e na expansão das universidades, para isso seguiremos em luta e pressionando, nas ruas que é o nosso lugar e onde fazemos com que as pautas sejam atendidas”, afirmou.

Para o presidente do DCE-UEA, Maick Soares a Universidade do Estado tem se ampliado com cursos na capital e unidades no interior. No último ano a UEA realizou sua primeira eleição direta para reitor, vários cursos elegem seus coordenadores e tem avançado nas políticas de assistência.  “As conquistas tem feito ampliação e crescimento da universidade, mas é preciso dar condições para que o estudante tenha a permanência, com aumento dos auxílios e bolsas, restaurantes universitários com qualidade e creches universitárias, em especial no interior do estado que carece de atenção, conseguiremos isso com o Plano de Assistência Estudantil”, frisou.

Mais verbas para UEA e educação

Hoje a instituição se mantém pelo recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) das empresas do polo industrial e atende mais de 27mil estudantes em todo o estado, com o sistema regular e por tecnologia mediada. Os estudantes acreditam que é necessário buscar outros mecanismos de financiamento da universidade, desta forma, apresentam que parte dos royalties do petróleo possa ser parte disso e da extração dos recursos naturais como os minérios. Indo por outro viés, as organizações defendem que seja corrigida a lei estadual que permite que o governo remaneje aquilo que sobra para outros setores. O governador José Melo garantiu que já houve a mudança desde o período do então Senador Omar, quando governou o Amazonas.

Caravana UEA + 10

Durante o encontro os estudantes levantaram ainda a bandeira da democratização no debate sobre a Cidade Universitária e solicitaram audiências com a comunidade acadêmica para expor o tema. A União Estadual dos Estudantes e o DCE lançarão também uma caravana no semestre que se inicia, a Caravana UEA + 10.

“O intuito é pensar a instituição em 10 anos, ouvir as demandas e ideias da comunidade da capital e interior do estado, com uma leitura geral da instituição que temos e o que queremos para ela na próxima década, tendo em vista a construção do campus universitário e o processo Estatuinte que estamos vivendo”, finalizou Maick Soares.

Também na agenda, em setembro as entidades viajam à Brasília com objetivo de articular emendas e recursos com a bancada amazonense e ministérios para UEA.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo