Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Encucados!

16/10/2015 às 15:31, por Renata Bars.

 

cuca1Evento na UFRPE debate a inclusão dos povos indígenas na universidade

Toadas indígenas ecoaram pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), na noite da última quinta-feira (15), no debate realizado pelo Cuca da UNE sobre a participação dos povos indígenas na universidade.

O som, que pedia aos encantados da natureza uma boa condução das discussões, foi entoado por índios estudantes da etnia Xukuru do Ororubá.  A estudante de Direito (UNICAP), Raíza Alice Batista Neves Cavalcante , o estudante Letras (UNICAP), Ridivanio Procópio da Silva e a estudante de História (UFPE), Valquíria Batista de Azevedo contaram aos presentes um pouco de sua história, das tradições do seu povo e da vida acadêmica.

‘’O debate foi bem caloroso, as pessoas participaram ativamente, fazendo colocações e tirando dúvidas e replicando as informações já colocadas pelos convidados’’, falou o estudante de Ciências Sociais Whodson Silva, mediador dos diálogos.

A falta de políticas públicas que auxiliem o ingresso e a permanência dos povos indígenas na universidade foi uma das bases da roda de conversa.

No censo demográfico de 2010, realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 896.917 pessoas se declararam indígenas. Foram contabilizadas ainda 305 etnias e 274 línguas faladas. No entanto, apenas  8 mil indígenas cursam o ensino superior no Brasil, conforme dados da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi), do Ministério da Educação (MEC).

Do encontro, saíram dois apontamentos:  a adequação dos direitos dos povos indígenas de forma a contemplar a realidade destes grupos no meio urbano e acadêmico e a necessidade de políticas urbanas e universitárias que garantam a diversidade no exercício do direito à cidade e à universidade.

‘’Ao discutir os povos indígenas, não podemos tratá-los de forma homogênea.  Isso significa que os indígenas diferem de nós e diferem-se entre si.  Nesse sentido, temos que estar prontos para entender a complexidade do tema’’, ressaltou Whodson.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo