Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Emicida comanda a última noite de shows da 10ª Bienal da UNE

02/02/2017 às 14:18, por Bruno Huberman.


Rappers trouxeram a reinvenção para o palco da Praça Almirante Saldanha em Fortaleza

Remix, sample, rima… Responsável por transformar clássicos do samba, do rock e outros estilos em batidas modernas, o rap é o estilo musical da reinvenção por excelência. Foi desta forma que foi encerrado o terceiro dia da 10a Bienal da UNE em Fortaleza (Ceará), cidade que acolheu o festival e se reinventou junto aos milhares de estudantes e jovens de todo o Brasil.

O paulista Emicida foi a atração principal no palco da Praça Almirante Saldanha, na região central da capital cearense, que ainda contou com as apresentações de Guetto Roots, Erivan e Preta Rara. No palco, canções em comum que contam a vida das quebradas de todo o país, a luta diária contra o racismo e a ocupação do negro em diversos espaços antes reservados às elites do país.

O show do rapper paulista contou com projeções no telão do palco contra o golpe de 2016 e muita interação do público em coreografias sincronizadas, como na que homenageou a comemoração do velocista jamaicano Usain Bolt ou na última música do show “Zica, vai lá”, que levou a Praça do Dragão do Mar ao ápice de uma Bienal que já entrou para a história pela ousadia de se reinventar em tempos de crise.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo