Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Diretoria LGBT convoca todos para dia 27 de Maio às 14h no Largo do Arouche

21/05/2018 às 16:58, por Cristiane Tada.


Ato no Centro de SP vai pedir mais democracia e Lula Livre, o fim da lgbtfobia, e pressionar pela investigação do caso Marielle

A Direitoria LGBT da UNE convoca todos os estudantes para ato nacional LGBTI+ Pela Democracia e Pelo Direito de Viver no próximo dia 27 de Maio às 14h no Largo do Arouche. O ato será uma construção suprapartidária das frentes amplas democráticas Brasil Popular e Povo Sem Medo, que congrega entidades do movimento social com a UNE, sindicatos e entidades de luta LGBT. O mês de Maio é dedicado a diversidade e o local do evento também é simbólico, uma região que abriga milhares de LGBTs na capital paulista. “É importante estarmos unidos porque essa conjuntura de retirada de direitos atinge diretamente a população LGBT”, destacou o diretor LGBT da UNE, Nilson Florentino Júnior.

Confira a nota convocatória:

LGBTI+ PELA DEMOCRACIA E PELO DIREITO DE VIVER
O Brasil é, infelizmente, um dos países mais violentos do mundo para a população LGBT.
Somente em 2017, 445 lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e travestis (dados do GGB), foram mortas em todo o país por crimes motivados por LGBTI+fobia, somente este ano já foram contabilizados 142 casos, as vítimas são em sua grande maioria, travestis e transexuais. A expectativa de vida desta parte da população é de 35 anos, ainda menor do que países em situação de miséria. Sabemos que a violência  de modo geral em nosso país cresce assustadoramente, não descolada da crise  mundial do capitalismo que fortalece os valores conservadores, patriarcais e, gera  cada vez mais violência àquelas que não se encaixam nos padrões de sexualidade e gênero.
A Democracia é um dos patrimônios mais valorosos do nosso povo, sofremos em 2016 um golpe imperialista e neoliberal, que nos seus primeiros dias de vigência atacou diretamente a população LGBTI+ e as demais populações vulnerabilizadas por conta da classe, da raça e do gênero, exterminando direitos de toda ordem e por consequência aprofundando o abismo social e econômico.
O fascismo já demonstra à que veio, a prisão arbitrária e ilegal de Lula, por exemplo, aprofundou drasticamente a ferida do já frágil Estado Democrático de Direito e expôs todas nós às mesmas arbitrariedades, ou a abusos piores; A execução de Marielle expressa a que níveis de fechamentos o regime político, excludente das e dos LGBTI+’s nos espaços de status e poder que nosso país tem chegado. O objetivo daqueles que praticaram estes atos, não era atingir somente estas figuras, mas amedrontar todas e todos que lutam por um país com menos desigualdade e menos ódio. Nós somos ideias, não é possível nos parar. Trata-se de nos unirmos à luta e  promover a redução radical das desigualdades econômicas, raciais e de gênero.
Com esse sentimento de indignação e força, convidamos todas e todos LGBTI+ e a população que acredita em uma sociedade mais justa e igualitária para o ato “Pela Democracia e pelo Direito de Viver”.
#LGBTIpelaDEMOCRACIA
#MarielleVive
#LulaLivre
Pular para o Conteúdo Pular para o Topo