Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Diretores celebram aniversário da UNE e falam sobre os novos desafios

11/08/2016 às 17:37, por Renata Bars.

Historicamente combativa e corajosa, entidade completa 79 anos neste 11 de agosto

Poucas são, na sociedade civil brasileira, as organizações com o legado e a importância da União Nacional dos Estudantes (UNE), que completa neste 11 de agosto seus 79 anos. Em comemoração, o site da entidade conversou com alguns de seus jovens diretores e perguntou: quais são os novos desafios na luta pela educação que marcarão a história da UNE daqui por diante?

“A UNE, nesses 79 anos, sempre esteve do lado certo da história, ao lado da classe trabalhadora e dos movimentos sociais, e em tempos de golpe nosso principal desafio é organizar a juventude e mobilizar os estudantes contra o retrocesso. Nesse 11 de agosto ocuparemos as ruas em nossa Jornada de Lutas, pelo Fora Temer, contra o golpe e em defesa da democracia em nosso país”, falou a 2ª vice-presidenta da UNE, Tamires Sampaio.

tamires

Para a UNE, o correr do tempo é sempre um recomeço. A luta contra o golpe, contra os cortes na educação, a continuidade de programas como Ciências Sem Fronteiras, Prouni e Fies e a reafirmação da importância de uma educação pública e gratuita para todos e todas provam que a entidade carrega em sua história e também em seu futuro, a combatividade e força da juventude brasileira.

Confira agora mais alguns depoimentos:

Josiel Rodrigues – diretor de universidades privadas

“A UNE nunca se furtou em defender a democracia e os direitos dos estudantes e da juventude. Acredito que estes 79 anos de história da entidade, ao mesmo tempo que colocam a UNE como um importante motor propulsor das mudanças do Brasil, colocam também a responsabilidade de continuarmos nesse caminho. Em tempos de ruptura a democracia, faz-se necessário que cada vez mais os estudantes estejam mobilizados e organizados para enfrentar a onda de retrocessos. Também, e não menos importante, é preciso que a UNE faça um grande enfrentamento das pautas educacionais, defendendo a ampliação dos investimentos na educação pública, pela regulamentação do ensino superior privado e pela ampliação e democratização do acesso e permanência na universidade.”

josiel

Mariana Maia – diretora de políticas educacionais

“Nesse próximo período teremos que enfrentar a forte reorganização da direita conservadora que está tentando desestruturar a luta dos movimentos sociais na América Latina, bem como a UNE. A entidade é um mecanismo essencial para impulsionar a juventude nesse momento, como ferramenta de mobilização dos estudantes em torno da luta por mais conquistas e nenhum direito a menos!”

mariana

Graziele Monteiro – diretora de universidades públicas

“A gente precisa sonhar com uma universidade pública e gratuita para todos, com uma educação de qualidade para todos, acho que esse precisa ser o nosso sonho. É nisso que a juventude precisa se agarrar e lutar para conquistar. O maior desafio na UNE nesse próximo período será garantir os direitos da nossa juventude, acho que o golpe que foi dado em nosso país está colocando em risco todos os direitos que a gente conquistou.”

grazi1

Taíres Santos – 3ª vice-presidenta

“A UNE tem um papel histórico nas lutas em defesa da democracia brasileira e dos diretos para a juventude. Hoje vivemos uma conjuntura muito difícil, com um golpe em curso, que está prestes a ser consolidado. Temos um grande desafio pela frente e a UNE é um dos instrumentos mais importantes para a (re)organização da juventude, do povo negro, mulheres e LGBTs, pois esses atores são fundamentais e principais na luta dos direitos da classe trabalhadora, esse é o verdadeiro povo de pés no chão, que irá fazer a revolução e ocupar o poder garantindo através da representatividade a permanência do que conquistamos nos últimos anos e o que ainda precisamos avançar.”

taires

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo