Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Dilma Rousseff recebe movimentos sociais em Brasília

17/12/2015 às 17:40, por Redação com infos da EBC.

UNE e representantes de mais de 60 entidades reiteram posição contra impeachment

Um dia depois de milhares de manifestantes irem às ruas defender o mandato da presidenta Dilma Rousseff – em São Paulo foram 100 mil pessoas – representantes de mais de 60 Movimentos Sociais e da Frente Brasil Popular se reuniram com a presidenta Dilma Rousseff na manhã desta quinta-feira (17), em Brasília, para apresentar propostas e opiniões relacionadas ao rumo do país.

Estavam presentes a presidenta da UNE, Carina Vitral, o teólogo Leonardo Boff, os músicos Chico César e Tico Santa Cruz e o jornalista Luiz Carlos Barreto.

A reunião durou cerca de três horas e teve a participação dos ministros Jaques Wagner (Casa Civil), Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo), Patrus Ananias (Desenvolvimento Agrário) e Tereza Campello (Desenvolvimento Social e Combate à Fome).

O líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, João Pedro Stédile, afirmou que a posição que as entidades levaram às ruas de várias cidades brasileiras nas manifestações de ontem (16) é de apoio ao governo, pelo afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMBD-RJ), contra o ajuste fiscal e pela implantação de reformas estruturais no país.

“Somos contra o golpe em curso na Câmara e a favor da democracia. Elegemos Dilma e 27 governadores. Os eleitos devem ser respeitados, porque foi o povo que votou.”

Já a presidenta da UNE falou em nome dos movimentos de juventude e afirmou que a reunião foi muito positiva.

“Os movimentos demonstraram total apoio a continuidade do mandato de Dilma por entenderem que um impeachment sem base legal se configura um golpe a democracia, que significa também um golpe a todos os direitos conquistados com muita luta pelos movimentos sociais”, destacou.

Carina contou ainda que os representantes pediram à presidenta uma “guinada do governo à esquerda”, de modo a aprofundar conquistas e direitos sociais conquistados nos últimos anos.

Frente Brasil Popular

A Frente Brasil Popular foi lançada em Setembro e reúne representantes de movimentos sociais, sindicais, da juventude, negros e negras, mulheres, LGBT, pastorais, partidos políticos, igrejas e artistas unidos em reação à agenda conservadora em curso no país, e em defesa da democracia.

Entre os pontos defendidos pela Frente estão a defesa dos direitos dos trabalhadores; a defesa dos direitos sociais; a defesa da democracia; a defesa da soberania nacional, do petróleo, do pré-sal e das riquezas naturais; lutar por reformas estruturais e populares como a reforma política; e a defesa dos processos de integração latino-americana.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo