Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Debate mais importante sobre Educação Superior no Continente acontece em Junho

22/05/2018 às 17:28, por Redação com informações da ANPG.


Conferência Regional de Ensino Superior acontece de 11 a 15 de Junho em Córdoba, na Argentina 

No marco dos 100 anos da Reforma Universitária de Córdoba acontecerá na mesma cidade a Conferência Regional de Ensino Superior, a CRES 2018, entre os dias 11 e 15 de junho de 2018. Este é o evento regional mais importante de educação da América Latina e reúne reitores e reitoras, diretores e diretoras, estudantes, pós-graduandas e pós-graduandos, centros de pesquisa, organizações governamentais e não- governamentais, trabalhadoras e trabalhadores docentes e administrativos da educação superior de todo o continente.

A conferência discutirá critérios, formulará propostas e linhas de ação que consolidem a educação superior como um bem social, direito humano universal como responsabilidade do Estado. A UNE e Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) estarão presentes com um grupo de delegados. “É nosso papel defender a Educação Superior como direito de todas e todos. Neste momento de crise é preciso ressaltar que é dever do Estado garantir uma educação pública, gratuita, de qualidade e socialmente referenciada para alavancar o desenvolvimento igualitário da nação”, explicou Tamara Naiz, presidenta da ANPG.

O representante da UNE e diretor da OCLAE (Organização Continental Latino Americano e Caribenha dos Estudantes), Rafael Bogoni, valorizou a participação essencial dos brasileiros. “A CRES 2018 também celebrará o primeiro centenário da Reforma Universitária ocorrida em Córdoba. Já realizamos alguns debates prévios à Conferência e alguns ainda estão previstos no Brasil e em outros países. Não há melhor maneira de honrar a luta daqueles jovens que assumir e participar da III Conferência sobre a Educação Superior com o compromisso e a decisão impostergável de construir um futuro de prosperidade e bem-estar para os países da América Latina e o Caribe garantindo a Educação Superior como ferramenta estratégica para o desenvolvimento sustentável e soberania dos nossos países.”

100 ANOS DA REFORMA DE CÓRDOBA

Participação democrática dos estudantes nos rumos da universidade e no currículo, soberania dos países e o primeiro grito dos universitários pela integração latino-americana. Esses são alguns méritos do manifesto que ficou conhecido como Reforma de Córdoba e levantou bandeiras que se fazem atuais até o dia de hoje: como a defesa do estudo gratuito de qualidade com pensamento crítico que servisse de ferramenta para o desenvolvimento científico. Há cem anos esses pressupostos acabaram com alguns valores conservadores e mexeu nas estruturas de poder dentro da universidade.

“Em 1918 os estudantes de Córdoba ocuparam a universidade e começaram a geri-la. Naquele momento a universidade era muito elitizada e ligada a igreja, os estudante romperam com isso propondo autonomia e inspiraram reformas de ensino em todo o mundo”, destaca Bogoni.

Apesar da reforma ter sido no ensino superior ela chama a qualidade do ensino em todos os níveis e da integração da educação no continente.

Para a OCLAE – entidade que representa 36 Federações Estudantis, organizações do movimento estudantil secundarista, universitário e de pós-graduandos de 23 países do Continente Americano com mais de 150 milhões de membros – os estudantes contemporâneos tem o desafio de atualizar 100 anos depois as necessidades dos estudantes e do movimento estudantil na América Latina e do setor da educação.

 

 

 

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo