Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Cultura Dentro do Bolso

03/07/2015 às 17:44, por Cristiane Tada.

É sexta-feira novamente, e de férias, quanta felicidade! Hoje além dos destaques das programações culturais regionais, a coluna está de volta com as nossas dicas comentadas. Lembrando que este espaço é aberto, se você quiser escrever alguma dica é só enviar pra gente no redacao@une.org.br Então, bora aproveitar. Boa leitura e bom fim de semana!

Belém – PA

O que ? Ópera “La Traviata”, encenada por mais de cem alunos da Escola de Música da Universidade Federal do Pará (Emufpa), no Theatro da Paz. A programação faz parte das celebrações pelos 58 anos da Universidade. La Traviata” (“A Transviada”) é uma ópera do italiano Giuseppe Verdi, em três atos, com libreto baseado no livro A Dama das Camélias, de Alexandre Dumas Filho, que, por sua vez, é inspirado na história da prostituta Marie Duplessis, musa da sociedade parisiense por volta de 1840.
Quando? 4 e 5 de julho, a partir das 20 e 19 horas, respectivamente.
Onde? Theatro da Paz (Rua da Paz S/N – Centro)
Quanto? Entrada gratuita. Os ingressos serão distribuídos gratuitamente nos dias do espetáculo, a partir das 9h da manhã, no Theatro da Paz.

Goiânia – GO

O que? “Njilas: dance e esqueça suas dores”, espetáculo mescla ritual, teatro e dança, por meio de uma narrativa descontínua. A história se passa em duas cidades imaginárias: Mpambu, onde tudo é terra, e Lorum, onde tudo é céu. Uma estranha epidemia de dança está tomando todas as mulheres de Lorum, fazendo-as redescobrir o corpo, o prazer e a feminilidade. A causa da epidemia é atribuída à chegada de um viajante estrangeiro, oriundo de Mpambu. Pouco a pouco, cada mulher vai sendo tomada pela dança, com exceção da governante de Lorum, que se mantém rígida em seu poder. Ao fim, também ela não resiste e se entrega às danças rituais e é surpreendida.
Quando? 03 de julho às 19h.
Onde? Teatro do Centro Cultural da UFG (Av. Univeristária, 1533)
Quanto? Entrada gratuita. 

Belo Horizonte – MG

O que? O Grupo de Percussão da Universidade Federal de Minas Gerais apresenta num concerto com ênfase nos teclados de percussão, principalmente a marimba e o vibrafone. O programa é composto de obras nunca executadas em Belo Horizonte, algumas delas inéditas no Brasil, como parte dos Postludes, do norte-americano Elliot Cole. Outros destaques são as obras do brasileiro Dimitri Cervo e do argentino radicado na Inglaterra Alejandro Vinao. O concerto será encerrado com Mallet qauartet, do também norte-americano Steve Reich.
Quando? Dia 5 às 11 horas.
Onde? Sala Sergio Magnani na Fundação de Educação Artística. ( Rua Gonçalves Dias, 320) Quanto? A entrada custa R$30; alunos e professores da FEA pagam R$ 2.

Dourados – MS

O que? Sessão com o filme O ano que meus pais saíram de férias (2006) do diretor Cao Hamburger, dentro da programação do Cineclube UFGD. Este mês os filmes vão refletir de que forma a criança e o adolescente são vistos no mundo da sétima arte. O filme é ambientado no ano de 1970, e conta a história de Mauro, um garoto de doze anos, que adora futebol e jogo de botão. Um dia, sua vida muda completamente, já que seus pais saem de férias de forma inesperada e sem motivo aparente para ele. Na verdade, os pais de Mauro foram obrigados a fugir por serem militantes da esquerda, os quais eram perseguidos pela ditadura militar, e por essa razão decidiram deixá-lo com o avô paterno.
Onde? 4 de julho às 17h.
Onde? Cineauditório da Unidade I da UFGD – prédio da Reitoria (Rua João Rosa Góes, 1761, Vila Progresso).
Quanto? Entrada gratuita.

FlorianópOlis – SC

O que? Homenagem ao Malandro é uma montagem final da disciplina Processos Criativos, do curso de Artes Cênicas da Universidade Federal de Santa Catarina, cujos alunos criaram o grupo “Coletivo SC 405”. Ambientada na Florianópolis dos dias atuais, a adaptação ganha um pouco mais de leveza, sem deixar de perder a comicidade, a política e a musicalidade propostas por Chico Buarque, que completa 50 anos de carreira em 2015. No espetáculo, o grupo conta com a presença da banda Caraudácia nos arranjos e interpretações das canções do artista.
Quando? 3, 4 e 5 de julho, às 20h.
Onde? Teatro da UFSC (ao lado da Igrejinha, praça Santos Dumont, Trindade)
Quanto? Entrada gratuita. A bilheteria abre uma hora antes do inicio do espetáculo para a retirada dos ingressos.

Dica Comentada por cristiane tada

Quadrinhos de grandes obras literárias 
Desde a época da Turma da Mônica eu não tive mais ligação com o mundo das tirinhas, até chegar na minha mão um desses quadrinhos para adultos, as tais Graphic Novels. O primeiro que li foi o Day Tripper, que inclusive já foi dica comentada aqui.
Mas a moda atualmente são as adaptações de grandes obras literárias para quadrinhos. Tem gente que torce o nariz, acha uma simplificação da obra, mas eu acho um barato. É um adaptação porque como me contou os irmãos Fábio Moon e Gabriel Bá, que recentemente lançaram o Dois Irmãos, do escritor manauara Milton Hatoum, o texto é quase o mesmo, mas algumas cenas e diálogos acabam sendo adaptadas para ficar melhor em imagens. Mas o texto é copiado praticamente na íntegra.
Não deixa de ser uma homenagem às grandes obras e a seus autores. Tive a oportunidade de reler quadrinhos obras que já gostava e textos inéditos pra mim. Em ambos os casos, a diversão foi garantida.
Confrontar as expressões e aparências físicas criadas na minha imaginação e as criadas pelos desenhistas em cima dos personagens é sempre uma surpresa. Algumas expressões, comicidade do texto, ou dramaticidade também são exacerbadas nos quadrinhos, então se no texto literário algo passou barato, nos quadrinhos não tem como ignorar.
Não tem como não dar aquele quentinho no coração ver desenhada aquela história que você ama, aquela frase que marcou sua vida de leitor, aquele personagem inesquecível.
A facilidade de ler também um superchamariz. Geralmente eu não gosto de ler no metrô, ou no ônibus, porque perco o raciocínio rápido. Mas com os quadrinhos fica fácil. Me peguei no banco do metrô lendo páginas e páginas enquanto meu trem ia embora. Com imagens o seu mundo se transporta para dentro do livro rapidinho e sem esforço. Uma ótima dica para leitores iniciais, crianças e até mesmo para quem não entende nada de desenho como eu.

Onde encontrar: 
Dois Irmãos (2015) de Fábio Moon e Gabriel Bá, baseado na obra de Milton Hatoun.
Quanto? R$ 39 reais aqui
Gabo, memórias de uma vida mágica (2014), Óscar Pantoja, Miguel Bustos, Felipe Camargo, Tatiana Córdoba, Julián Naranjo.
Quanto? R$44 reais aqui
O Grande Sertão Veredas, de João Guimarães Rosa, pela Biblioteca Azul.
Quanto? R$ 199 aqui

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo