Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Congresso estudantil na Rússia tem participação da UNE

06/07/2016 às 17:47, por Renata Bars.

2ª vice-presidenta da entidade, Tamires Sampaio representou o Brasil durante a primeira edição do ”Student Solidarity”

De 23 a 27 de junho, estudantes de várias partes do mundo se encontraram durante a primeira edição do ”Student Solidarity” – congresso internacional estudantil que aconteceu em Moscou, na Rússia. A 2ª vice-presidenta da UNE, Tamires Sampaio representou o Brasil nas discussões sobre o movimento estudantil, educação e política.

Participaram representantes de países como a Sérvia, Eslovênia, Canadá, Estados Unidos, África do Sul, India, Noruega, Polônia, Suíça, Armênia e Cazaquistão, entre outros.

Para Tamires, foi um momento importante para a troca de experiências entre as diversas realidades dos movimentos estudantis ao redor do mundo. ”Tive a oportunidade de conhecer as diferentes formas de organização, eleição, financiamento e as principais bandeiras de lutas dos estudantes de diversos países. Eu acredito que essa troca de experiência é essencial para o crescimento e fortalecimento do movimento estudantil”, falou.

studentsolidarity2

Segundo ela, a oportunidade de compartilhar as situações vividas no Brasil também foi enriquecedora.

”É sempre importante ter a chance de denunciar o golpe que está acontecendo no Brasil e as perseguições aos movimentos sociais e a UNE, denunciar a CPI e contar um pouco sobre a história da nossa entidade e nossas lutas”, conta.

Global Students Voice

Tamires também participou do seminário estudantil ”Global Students Voice”, que aconteceu em maio, na Universidade de Bergen, na Noruega.

Na ocasião, um documento intitulado ”Carta de Bergen” foi construído pelas delegações do Canadá, Brasil, Espanha, Dinamarca, Mianmar e Niue foi ratificada por todos os estudantes presentes.

A carta, que fala sobre o acesso à educação superior, mobilidade, sustentabilidade e segurança ao redor do mundo e os direitos fundamentais dos estudantes também foi assinada pelos estudantes russos durante o Student Solidarity.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo