Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Atividades da UNE Volante na UFSC são adiadas devido à greve

28/05/2018 às 18:24, por Cristiane Tada.


Administração da Universidade, tendo em vista as consequências do movimento de paralisação dos caminhoneiros suspendeu, até dia 30/5 as aulas

As atividades da UNE Volante na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) foram adiadas pela comissão organizadora em decorrência da paralisação dos caminhoneiros no Brasil e da suspensão das atividades de ensino e administrativas na universidade.

A edição da caravana itinerante da entidade que já passou por 9 universidades de todo o Brasil, na UFSC já tinha uma programação pronta para esta segunda e terça-feira (28 e 29) quando se deparou com a suspensão das aulas na instituição. A Administração Central da Universidade, tendo em vista as consequências do movimento de paralisação dos caminhoneiros e as repercussões no funcionamento de serviços como transporte público, abastecimento de combustíveis e de gêneros alimentícios suspendeu, até quarta-feira, dia 30/05, as aulas em todos os níveis (graduação, pós-graduação, educação infantil, ensinos básico, fundamental e médio) em todas as unidades da Instituição. Leia nota da UFSC.

Assim como toda a sociedade, a UNE aguarda o desenrolar da situação para programar as próximas atividades da caravana e uma nova data para as atividades serem realizadas na UFSC. As atividades na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS)  também foram suspensas e a UNE Volante está atenta ao encaminhamento da greve de estudantes na Universidade de São Paulo (USP), local do encerramento da caravana em 07 de Junho.

Greve dos Caminhoneiros

A UNE se pronunciou em nota sobre a greve dos caminhoneiros contra os preços exorbitantes dos combustíveis e classificou a reivindicação como justa. Para a entidade a alta no preço dos combustíveis corresponde ao fracasso do programa neoliberal de Temer. Os estudantes defendem a imediata demissão de Pedro Parente, presidente da Petrobrás além da revogação da atual política de preços da estatal e o fim da entrega do pré-sal às multinacionais.

E emitiu um alerta: “Chamamos os estudantes brasileiros a estarem em alerta nesse momento, a nós não interessa um caos estabelecido no país que aprofunde o golpe à nossa democracia, coloque a Petrobrás em risco e desestabilize ainda mais a situação do nosso país, por isso devemos direcionar o foco das nossas ações para combater as medidas retrógradas do atual governo, defendendo a democracia e a garantia de eleições livres, inclusive com a liberdade do ex-presidente Lula, preso injustamente, e seu direito de ser candidato.”

Leia aqui na íntegra a nota da UNE. 

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo