Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

Brasil se encontra no 65º CONEG e UNE começa a ampliar luta contra reformas

17/03/2017 às 16:20, por Cristiane Tada / Edição: Rafel Minoro / Fotos: Thalita Oshiro - CUCA da UNE.


Estudantes de todo o Brasil discutem calendário de lutas do movimento estudantil; encontro começou esta sexta-feira na Faculdade Zumbi dos Palmares e vai até domingo

 

Lideranças estudantis de todo o Brasil desembarcaram nesta sexta-feira (17) na Faculdade Zumbi dos Palmares, Zona Norte de São Paulo, onde começou o primeiro dia de um dos principais fóruns organizados pela UNE, o Conselho Nacional de Entidades Gerais (CONEG). Nesta 65º edição, estão na pauta temas como as reformas da previdência e trabalhista e a PEC 55, medidas do governo ilegítimo de Michel Temer que afetarão a juventude de todo o Brasil.  Até domingo, devem participar do encontro mais de 500 representantes de federações e executivas de cursos, entidades estaduais e municipais, além de Diretórios Centrais dos Estudantes (DCEs). (Saiba mais sobre o movimento estudantil aqui)

O estudante de Direito Kauê Pinto, coordenador do DCE Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG), veio de ônibus da cidade de Passos (MG) para participar em São Paulo do CONEG. Para ele, é importante, necessário e urgente que a UNE convoque as demais entidades para debater o calendário de lutas dos próximos meses.

“Temos uma extensa agenda de enfrentamento contra a Reforma da Previdência, por isso um encontro como esse é essencial para o fortalecimento e união do movimento estudantil”, destacou.

Kauê conta que na UEMG são 21 mil estudantes espalhados por 21 unidades em 18 cidades. Ele vem ao CONEG trazer o debate sobre a manutenção das universidades estaduais e a luta por assistência estudantil são discussões imprescindíveis.

“A UEMG triplicou de tamanho de dois anos pra cá e a sua estadualização foi feita sem planejamento. Além da luta por assistência que não temos nenhuma, reivindicamos o concurso para docentes”, pontua Kauê.

NOSSO FUTURO PEDE LUTA

 Estudantes de Cuiabá chegaram nesta tarde em São Paulo para organizar a luta contra as reformas de Temer

 

De Cuiabá, o presidente da UEE-MT, Vinicius Brasilino, estudante de Comunicação Social, e o estudante de biologia Daniel Victor contam que conseguiram chegar ao CONEG com um importante grupo de estudantes que serão delegados durante o encontro. Os delegados são aqueles que foram eleitos para representar as suas instituições de ensino. “Foi difícil a mobilização, mas foi muito massa e chegamos aqui para debater com a maior delegação do Centro-Oeste”, contou Daniel. (Na primeira foto acima, uma parte dos estudantes cuiabanos)

De acordo com Vinícius, a discussão da reforma da previdência e a reforma trabalhista é urgente. “No dia 15 de março fizemos atividades em nossa universidade e queremos estar preparados para mobilizar cada vez mais estudantes contra esses ataques do governo, porque no futuro isso vai fazer toda a diferença pra gente”.

Do região central do país também vieram os delegados da PUC-Goiás (primeira foto acima), grupo que trouxe uma estreante: a estudante de Direito Tatiana Linhares participa pela primeira vez de um CONEG. “Estou muito contente de estar aqui e quero fazer parte das discussões sobre a questão da mulher no cenário político e em espaços de liderança, e claro, a reforma da previdência que é um tema urgente e atual”, destacou.

Já a presidenta da UEE-Amazonas, Bruna Brelaz veio sozinha representando o DCE da Universidade Estadual do Amazonas (UEA). Ela afirma que trouxe na bagagem discussões acerca do processo nacional de desestabilização das universidades estaduais por conta de falta de recurso e também o desmonte de financiamentos importantes como o ProUni e o Fies.

“O corte destes programas afetam diretamente nosso estado, um local que está na fase de ampliação de garantia de entrada de mais pessoas na universidade, de mulheres, de indígenas, que a partir das universidades estaduais e financiamentos têm a oportunidade de estudar”.

Até domingo a programação do 65º CONEG traz mesas de debate, grupos de discussão e uma plenária final que vai convocar o próximo Congresso da UNE que vai eleger a nova presidencia da entidade.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo