Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

64º CONEG: O Brasil se une pela democracia!

24/06/2016 às 19:10, por Renata Bars.

A conjuntura política do país e seus desdobramentos serão discutidos em uma das mais importantes instâncias deliberativas do movimento estudantil

De 15 a 17 de julho, cerca de 500 lideranças estudantis de Diretórios Centrais, Uniões Estaduais e Executivas de Curso se encontram em São Paulo durante o 64º Conselho de Entidades Gerais da UNE (Coneg), para pensar e debater os sonhos da juventude para a construção de um país mais justo para todos e todas. O tema deste ano, ”O Brasil se une pela democracia” promete aglutinar ideias e pautar as ruas para as lutas que virão.

As inscrições estão abertas no site da UNE.

A 2ª vice-presidenta da UNE, Tamires Sampaio, acredita que este é o momento dos jovens se unirem em defesa dos direitos já conquistados.

”A história do Brasil é marcada pela resistência daqueles que não aceitam a tortura, a violência ou a desigualdade. Em tempos de golpe, em que todos os nossos direitos estão em risco, tempos de um governo temeroso, os estudantes se unem em defesa da democracia. Nesse 64º CONEG da UNE saímos em defesa de um país cada vez mais justo, igualitário para todas e todos”, falou.

O site da UNE conversou com mais alguns dos diretores da entidade para saber o que eles pensam sobre o tema escolhido e quais as perspectivas para esta edição do Coneg. Confira o que eles disseram:

Larissa Rahmeier, diretora de direitos humanos da UNE

Em meio ao Governo ilegítimo e golpista de Michel Temer, é a juventude que tem sido protagonista das lutas pelo #ForaTemer. Ocupam as redes, escolas, as sedes do Ministério da Cultura, universidades e as ruas sem temer! Desde o primeiro dia de governo de Temer estamos nas ruas pra dizer que não terá um minuto de sossego. Em meio a maior crise política desde a Nova República, é papel do movimento estudantil debater saídas democráticas pra atual crise pra volta da estabilidade política no país. Não reconhecemos o Governo de Temer e seguiremos lutando até ele cair. Por isso, o 64º Coneg vai ser um importante espaço para fazer um balanço do que significou pra classe trabalhadora e pra juventude, os últimos 13 anos do Governo do PT e suas implicações, como a aprovação da lei antiterrorismo, da terceirização, os cortes na educação e a aplicação do ajuste fiscal. Mas mais do que o #ForaTemer, precisamos pensar saídas pra além do Fora Temer. Não deve ser uma corja de engravatados, corruptos e golpistas que devem seguir decidindo os rumos do país, eles não tem legitimidade. O povo deve decidir!

A saída pra crise só pode ser com a radicalização da democracia! #VemProCONEG

Iago Montalvão, diretor de relações institucionais da UNE

Nossa geração vive nesse último período uma conjuntura única em nosso tempo. Depois de décadas de avanço em ambiente de uma República Democrática, vemos ruir valores tão arduamente conquistados. Nossa batalha portanto é resistir.

Pouco tempo foi necessário pra perceber à que projeto serve esse golpe institucional. Ele representa o programa conservador derrotado nas urnas. Mas além disso, ele cria uma rachadura no estado democrático de direito, o precedente que se abre é pra momentos de aprofundamento do retrocesso. Por isso a organização dos estudantes e da juventude nesse momento precisa ser reforçada, e o CONEG da UNE ao reunir centenas de entidades em São Paulo poderá debater e mobilizar o próximo período de lutas, indicando caminhos para a saída da crise política e lutando pra que o povo tenha participação nas decisões.

Felipe Malhão, diretor de movimentos sociais da UNE

Nessa conjuntura as agendas se atropelam e é difícil reunir o conjunto do movimento estudantil. Mas é fundamental a UNE convocar o CONEG nesse momento de crise política no país. Muito importante reunir as entidades gerais do movimento estudantil para condenar o golpe e debater os próximos passos para garantir e radicalizar a democracia no Brasil.

Importante termos a consciência de que para democratizar o país é urgente uma reforma política, através de uma constituinte exclusiva, mas também precisamos pensar na democratização de nossas entidades: Os Centros Acadêmicos, DCEs e a própria UNE.

Mateus Weber, diretor de comunicação da UNE

A nossa geração carrega a herança daqueles que lutaram para garantir nossa democracia, vivemos hoje no Brasil um ataque não apenas a soberania popular, mas também ataques aos direitos do povo brasileiro. A democracia é o elo que UNE o Brasil é precisamos defendê-la, pois só na democracia construiremos um Brasil mais justo.

Rodger Richer, diretor de combate ao racismo da UNE

A conjuntura não está fácil e é necessário que toda a população brasileira organize a resistência aos ataques implementados pelo projeto político retrógrado e neoliberal do atual bloco de poder na presidência da república. O CONEG da UNE se coloca para aprofundar a formulação de sínteses entre as entidades gerais do movimento estudantil para pensar em ações que visem efetivamente barrar o golpe em curso e aprofundar a democracia. Este será um importante espaço para pensar saídas que apontem um caminho pela esquerda para a crise política e social que o nosso país está passando, como por exemplo uma Constituinte exclusiva para a Reforma Política e a democratização dos meios de comunicação. Unificar o Brasil em torno do aprofundamento da democracia é um desafio que nos UNE.

CREDENCIE SUA ENTIDADE

Para se credenciar como delegado da sua entidade e participar das deliberações do 64º Coneg é necessário entregar a documentação exigida até o dia 12 de julho. A documentação pode ser enviada via correio ou pessoalmente dentro do prazo. (Rua Vergueiro, 2485, Vila Mariana, SP)

Ata do 64º CONEG da UNE (Colorido)

A plataforma eleitoral da entidade para as eleições municipais de 2016 e as propostas dos estudantes brasileiros como alternativa à crise política também serão abordadas durante o encontro.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo