Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

3º Conferência de Juventude discute as várias formas de mudar o Brasil

18/12/2015 às 14:23, por Renata Bars.

Discurso de Dilma destacou a importância da participação dos jovens nas políticas públicas

A 3ª  Conferência Nacional de Juventude abriu as portas na última quarta-feira (16), em Brasília para discutir ‘’As várias formas de mudar o Brasil’’, tema desta edição. A abertura do evento, que ocorre até o dia 19 de dezembro,  contou com a presença da presidenta Dilma Rousseff e do ex-presidente e atual senador uruguaio Pepe Mujica.

Em seu discurso, a presidente defendeu a importância das vozes da juventude nas decisões políticas do país.

“Não mudaremos o Brasil fechando escolas e não vamos reprimir movimentos pacíficos com força da polícia. Não mudaremos o Brasil ignorando a epidemia de violência contra a juventude negra, muito menos mudaremos o Brasil adotando a redução da maioridade penal. Não mudaremos legislando contra a diversidade das famílias, característica da nossa população, não mudaremos reduzindo direitos conquistados por uma parcela”, afirmou a presidenta em seu discurso para cerca de três mil jovens.

Dilma também saiu em defesa de seu mandato, referindo-se ao momento atual como uma luta que ditará os rumos país por muito tempo. A presidenta afirmou que pretende utilizar todos os instrumentos que o Estado Democrático de Direito lhe faculta: “Lutarei contra a interrupção ilegítima do meu mandato”.

Bastante aplaudido pela juventude, Mujica enfatizou a importância do Brasil perante a América Latina e ressaltou a necessidade de buscar a unidade no país apesar das diferenças. “Se as pessoas que roubaram tiverem que ir em cana, que vão em cana. Nenhum problema. O problema é recobrar a confiança em um país que tem que marchar. Os latinoamericanos precisam que o Brasil creia, lute. Este não é um problema da esquerda. È um problema do país inteiro. Não é só a hora de combate. É a hora de responsabilidade”.

UNE PRESENTE

Presente na Conferência, o diretor da UNE, Rarikan Heven, enfatizou a unidade dos jovens no ato de abertura. ‘’Foi um dos momentos principais. Pudemos assistir à juventude afirmando sua postura em defesa da democracia, cantando em uníssono a palavra de ordem dos dias atuais : ‘’não vai ter golpe’’, disse.

Meio ambiente, segurança, diversidade, território e mobilidade, comunicação e liberdade de expressão são alguns dos temas que norteiam as discussões na 3ª Conferência Nacional de Juventude.

Rarikan destacou ainda os debates acerca da redução da maioridade penal, do fim dos autos de resistência, o debate de gênero nos currículos escolares, a ampliação do acesso à universidade e o direito ao esporte e cultura.

‘’Estamos em um espaço muito representativo, onde jovens de diversos cantos do Brasil se unem para debater o futuro da educação, do país. Quilombolas, a galera da cidade, pessoas de  diferentes religiões e visões de mundo juntas  pelo objetivo de transformar o país. É um encontro acolhedor e fundamental’’, falou.

A Conferência continua até o próximo sábado (19) . As propostas e resoluções desta etapa servirão de subsídio para a elaboração do Plano Nacional de Juventude.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo