Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

30 de Junho terá paralisações em todo o país pelas Diretas Já

26/06/2017 às 16:42, por Redação.


Estudantes e trabalhadores vão mobilizar Greve Geral em todos os Estados da Federação

Passeatas, paralisações de diversas categorias de trabalhadores e trancaços devem marcar a próxima sexta-feira (30), dia da Greve Geral, promovida pelas Centrais Sindicais e Frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular. Devem ocorrer atos em todos os Estados do Brasil. Em São Paulo, a Avenida Paulista será mais uma vez o palco do ato contra as reformas Trabalhista e Previdenciária e por eleições diretas. A concentração será a partir das 16h, no vão livre do Museu de Artes de São Paulo (Masp).

As paralisações compõem a Jornada de Lutas de junho, que teve início no último dia 20, quando várias categorias realizaram assembleias e manifestações nos locais de trabalho, em praças públicas e distribuíram jornais nos transportes públicos e terminais de ônibus.

“ A cada mobilização que passa a gente consegue crescer mais, tem mais gente nas greves porque de fato são medidas impopulares, antinacionais que não dialogam com o povo. Quando a população entende, quando chega a informação – porque existe um cerco grande para que a informação não chegue até a população – mas, quando as pessoas entendem o que acontecerá com os seus direitos, tanto os trabalhadores quanto os estudantes tem respondido de uma forma muito satisfatória”, destacou a recém-eleita presidenta da UNE, Marianna Dias.

A mobilização se fortaleceu ainda mais após a derrota por 10 a 9 da proposta da Reforma Trabalhista (PLC 38/2017) na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado.

Para as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo foi uma derrota do governo ilegítimo e demonstrou que unidos, sociedade e movimentos sociais tem condição de barrar a Reforma. “Este foi o resultado da pressão que estamos fazendo desde o início do ano nas bases eleitorais dos parlamentares e das ações de massa que promovemos que se intensificaram em março (nos dias 08, 15 e 31) e que culminaram com a histórica greve do dia 28 de abril e com a expressiva ocupação de Brasília, realizada no dia 24 de maio”, destacou uma nota das Frentes.

Estudantes nas ruas pelas Diretas Já

No último dia 17 de Junho durante a Plenária Final do 55º Congresso da UNE, os estudantes brasileiros aprovaram a Carta Belo Horizonte, que convoca pelo Fora Temer; abaixo as Reformas Trabalhista e Previdenciária; pela construção da Greve Geral; e por novas eleições e Diretas Já.

“A proposta de antecipação das eleições gerais com as Diretas Já!, no Brasil, devem vir acompanhadas também por uma intensa luta contra as Reformas, pela Greve Geral e todas retiradas de direitos e pela apresentação de um programa que sirva de fato à juventude, às mulheres, aos indígenas, aos quilombolas, às comunidades tradicionais, aos negros e negras, aos LGBTs e à toda classe trabalhadora; ou seja, aos brasileiros”, destaca o texto.

E ainda: “Nesse sentido convocamos todos e todas estudantes brasileiros e brasileiras à se somarem junto à União Nacional dos Estudantes em um movimento de ampla unidade para construir a greve geral do dia 30 de Junho, paralisando as universidades de todo país”. >Leia aqui na íntegra.

O documento propõe ainda uma grande jornada de lutas no próximo mês, tendo seu ápice no dia 11 de Agosto, dia do estudante, para exigir a saída de Michel Temer do governo e defender a antecipação das eleições.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo