Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

22° Grito dos Excluídos fará dura crítica ao sistema capitalista

06/09/2016 às 16:59, por Da Redação.

Protestos acontecem tradicionalmente no feriado da independência em diversas cidades do país

Sob o tema ”Este Sistema é Insuportável: Exclui, Degrada, Mata”, baseado em um discurso feito pelo Papa Francisco na Bolívia, a 22ª edição do tradicional Grito dos Excluídos fará uma dura crítica ao sistema capitalista. Os protestos ocorrem no dia 7 de setembro em diversas cidades do país.

Para a vice-presidenta da UNE, Moara Sabóia, o 7 de setembro será uma data muito importante, histórica para a luta do povo brasileiro.

”Teremos muita força e unidade entre a população e com os movimentos sociais”, disse.

“Esse sistema é insuportável. É um sistema que seleciona aqueles que merecem e os que não merecem, os que podem e os que não podem. É um sistema que exclui e gera grande massa de humanos vivendo nas periferias do mundo, sem acesso ao que é fundamental e necessário à vida. E leva uma grande massa a se contentar com as migalhas que caem da mesa. É um sistema que nega à grande maioria das pessoas os acessos às condições básicas”, disse Dom Milton Kenan Junior, bispo da Diocese de Barretos em entrevista à Empresa Brasileira de Comunicação (EBC).

Durante toda a próxima semana vão ocorrer atividades referentes ao Grito em centenas de cidades de todos os estados do Brasil. A coordenação nacional informou que, por se tratarem de manifestações descentralizadas, ainda não se sabe o número de cidades que participarão.

Em São Paulo, o Grito dos Excluídos vai se reunir quarta-feira na Praça da Sé, no centro da capital, a partir das 9h. E às 10h será realizada uma marcha pelo centro.

FORA TEMER

No dia 8 de setembro acontece um novo ato em São Paulo pelo ”Fora Temer: diretas já, nenhum direito a menos”. A marcha terá início às 17h, no Largo da Batata. Na pauta, estará a defesa das eleições diretas como a saída para restauração da democracia e alertar sobre os retrocessos incrustados dentro do governo golpista.

A manifestação é organizada pela Frente Povo Sem Medo e Frente Brasil Popular e promete ser tão grande quanto a que ocorreu na último domingo, na Avenida Paulista, com a presença de mais de 100 mil pessoas.

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo