Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Cultura dentro do bolso – Especial Maioridade Penal

culturaEspecialMaioridade

O livro Capitães de Areia, de Jorge Amado, é uma das dicas da coluna especial desta semana 

As entidades estudantis tem lição de casa importantíssima, que é conscientizar a sociedade sobre o retrocesso social que é a diminuição da maioridade penal de 18 para 16 anos. Por isso a nossa coluna também não poderia ficar de fora dessa luta com um especial que traz dicas de filmes e livros que retratam difíceis realidades de jovens para refletir.  E o mais legal da nossa seleção é que todas as obras estão disponíveis na internet. Então, aproveitem! Bom fim de semana!

Filmes

Quando a casa é a rua,  documentário de Theresa Jessouroun (2013)

O que leva crianças e jovens a viver na rua? O documentário procura responder a essa pergunta com depoimentos e imagens cotidianas de jovens que cresceram nas ruas da Cidade do México e do Rio de Janeiro.

 

Sophia, Kennel Rogis (2013)

Na busca por entender melhor o universo de Sophia, Joana, mãe dedicada, passa por belíssimas experiências sensoriais. Uma singela história de amor cercada de poesia visual e sonora.

 

Pixote, A Lei do Mais Fraco, Hector Babenco(1981)

O drama lançado por Hector Babenco em 1980 já é tido como um clássico na história do cinema nacional. Nele, a criminalidade tira a inocência de crianças que são enviadas para a Febem, onde tornam-se vítimas de policiais sádicos e de um sistema falho.

 

Quem Matou Pixote?, José Joffily (1996)

Semianalfabeto, o protagonista do filme Pixote tentou por anos conseguir seguir carreira como ator, mas estava fadado a uma vida de miséria. Sete anos depois, foi assassinado por policiais. Sua história de vida é contada, por sua vez, no filme Quem Matou Pixote?.

 

 

Sonhos roubados, Eliane Trindade (2009)

Três amigas inseparáveis de colégio que encontram na prostituição uma maneira de complementar o orçamento doméstico ou alcançar seus sonhos de consumo.

Nina, Heitor Dhalia (2004)

Adaptação brasileira do clássico Crime e Castigo de Dostoievski para o cinema.  Ambientado na cidade de São Paulo contemporânea, o filme narra a história de Nina, jovem pobre que procura atabalhoadamente um meio de sobrevivência na sociedade desumana, mas só esbarra em adversidades.

Livros

Laranja Mecânica,  Anthony Burgess (1962)

Relato autobiográfico de Alex, um jovem inteligente, admirador de Beethoven, sexo, drogas e ultraviolência. Na luta constante para afirmar sua individualidade, das piores maneiras possíveis. A obra serviu de inspiração para peças de teatro e o clássico do cinema, dirigido por Stanley Kubrick.

Leia aqui.

Capitães de areia, Jorge Amado (1937)

A obra célebre do autor baiano retrata a vida de menores abandonados que se escondem em um armazém abandonado em uma das praias de Salvador.  No âmbito da literatura, Jorge Amado foi um dos primeiros a abordar a questão dos menores de rua de uma perspectiva social e não simplesmente policial.

Leia aqui.

O Ateneu, Raul Pompéia (1888)

Considerada uma das grandes obras da literatura brasileira, narra os dois anos em que Sérgio, o protagonista, vive no internato chamado Ateneu. O colégio contudo, em vez de formar, deforma os jovens, em um espaço no qual impera o ideal da força sobre os mais fracos.

Leia aqui.

 

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo