POR UMA REFORMA POLÍTICA QUE ASSEGURE IGUALDADE: MAIS MULHERES NO PODER!

52% do eleitorado, elas não representam ainda nem 10% do Congresso Nacional

CULTURA DENTRO DO BOLSO

Manga de Vento no Centro Cultural UFG em Goiânia é destaque da coluna de hoje

UPE: 75 ANOS DE LUTAS E CONQUISTAS

Neste mês de setembro, entidade estudantil paranaense celebra mais um ano de vida

ENCONTRO CATARINENSE DE UNIVERSIDADES COMUNITÁRIAS

UCE promove debate dificuldades nas instituições de ensino de cerca 215 mil estudantes no Estado

UFBA RECEBE 1º ENCONTRO NACIONAL DOS ESTUDANTES DE BACHARELADO INTERDISCIPLINAR

Evento acontece de 30 de outubro a 02 de novembro


Carteira Estudantil

ESTUDANTES PROTESTAM CONTRA AUMENTO DA PASSAGEM DE ÔNIBUS EM GOIÂNIA

Manifestantes cobram qualidade no transporte coletivo

Cerca de 400 estudantes protestaram contra um possível aumento do valor da passagem de ônibus do transporte coletivo, no centro de Goiânia, na manhã da última quarta-feira (8). Na manifestação estiveram presentes o Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Federal de Goiás (UFG) e outros movimentos. 

Os estudantes se organizaram nessa frente após a greve do transporte coletivo na cidade e o anúncio do aumento da passagem para o valor de R$ 3,00 (atualmente é R$ 2,70), que ocorreram na semana anterior.

Os jovens ocuparam o centro de Goiânia até que fosse enviado um representante da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC), o que só aconteceu no final da manhã.

Para o vice-presidente regional da UNE em Goiás, Caio Barbalho, o protesto foi válido para exigir melhoria na qualidade do transporte oferecido na cidade de Goiânia. “Os ônibus são lotados devido ao baixo número de veículos nas linhas, além de muitos dos equipamentos para acessibilidade de pessoas com necessidades especiais não funcionarem. Este valor a ser cobrado não está de acordo com o serviço”, afirmou. 

Segundo Caio a UNE esteve presente junto aos estudantes e as entidades de base que organizaram o protesto. “E estamos dispostos a continuar na luta contra o aumento do transporte coletivo valorizando seus usuários”, finalizou.

Natália Vaquelli

Veja mais notícias

Deixe uma resposta