DEMOCRACIA EM DISPUTA: QUEM TEM MEDO DE MAIS PARTICIPAÇÃO SOCIAL?

Política Nacional de Participação Social foi barrada na Câmara dos Deputados

UNE LAMENTA ANULAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL DE PARTICIPAÇÃO SOCIAL

A União Nacional dos Estudantes expõe em nota sua contrariedade à anulação da iniciativa que tinha como objetivo aumenta a participação da sociedade na política no nosso país. Leia na íntegra:  Política nacional de participação social  Nessa terça-feira (29/10) foi barrado na Câmara dos deputados o

DE OLHO NO CAMPUS

A agenda da semana está no ar!

UNE, UBES E ANPG QUEREM QUE NOVO GOVERNO GARANTA METAS DO PNE

Entidades estudantis avaliam resultado das eleições e o impacto para os estudantes

“OSVALDÃO” É DESTAQUE DA 38º MOSTRA INTERNACIONAL DE CINEMA

Com participação de Criolo, filme narra a historia do comandante da Guerrilha do Araguaia que virou mito


Carteira Estudantil

ESTUDANTES PROTESTAM CONTRA AUMENTO DA PASSAGEM DE ÔNIBUS EM GOIÂNIA

Manifestantes cobram qualidade no transporte coletivo

Cerca de 400 estudantes protestaram contra um possível aumento do valor da passagem de ônibus do transporte coletivo, no centro de Goiânia, na manhã da última quarta-feira (8). Na manifestação estiveram presentes o Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Federal de Goiás (UFG) e outros movimentos. 

Os estudantes se organizaram nessa frente após a greve do transporte coletivo na cidade e o anúncio do aumento da passagem para o valor de R$ 3,00 (atualmente é R$ 2,70), que ocorreram na semana anterior.

Os jovens ocuparam o centro de Goiânia até que fosse enviado um representante da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC), o que só aconteceu no final da manhã.

Para o vice-presidente regional da UNE em Goiás, Caio Barbalho, o protesto foi válido para exigir melhoria na qualidade do transporte oferecido na cidade de Goiânia. “Os ônibus são lotados devido ao baixo número de veículos nas linhas, além de muitos dos equipamentos para acessibilidade de pessoas com necessidades especiais não funcionarem. Este valor a ser cobrado não está de acordo com o serviço”, afirmou. 

Segundo Caio a UNE esteve presente junto aos estudantes e as entidades de base que organizaram o protesto. “E estamos dispostos a continuar na luta contra o aumento do transporte coletivo valorizando seus usuários”, finalizou.

Natália Vaquelli

Veja mais notícias

Deixe uma resposta