Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

LUTO: UNE LAMENTA PERDA DO EX-PRESIDENTE PARAENSE VALMIR BISPO

É com imenso pesar que a UNE se despede de uma de suas grandes lideranças estudantis, Valmir Bispo, que presidiu a entidade entre os anos de 87 e 88. Em meio às comemorações do dia do índio, o Brasil infelizmente perde esse importante militante,  primeiro presidente paraense da entidade,  grande defensor do direito dos estudantes em seu estado e no país, homem que durante toda sua vida pregou o respeito e a inclusão dos povos indígenas.

O corpo de Valmir foi encontrado na manhã desta quinta-feira (19), em sua residência no bairro da Campina em Belém do Pará. A causa da morte ainda aguarda laudo pericial para ser esclarecida.

Para o atual presidente da UNE, Daniel Iliescu, essa é uma grande perda. “Dois dias após a passagem da Caravana da UNE pelo Pará, onde o assunto da violência foi muito debatido, tivemos essa triste notícia.  Prestamos nossas condolências à família e reconhecemos o legado deixado por Valmir para o movimento estudantil e para o país. Com certeza a vida dele não foi em vão’’, declarou.

Valmir Bispo tinha 50 anos e atuava como diretor do núcleo de arte e cultura da Universidade do Estado do Pará (UEPA). Como primeiro paraense a presidir a União Nacional dos Estudantes, sua gestão contribuiu com inúmeras conquistas importantes para o movimento estudantil brasileiro como a meia-passagem, em Belém, entre o final dos anos 80 e início dos anos 90.

Para a vice-presidente da UNE, Clarissa Cunha, a trajetória de Valmir foi inspiradora. “Estamos num momento de muita atuação política do movimento estudantil no Pará, no meio das eleições do DCE da UFPA. Dessa forma, a notícia do falecimento de um companheiro que tem toda uma importância pros estudantes, nos deixa um sentimento de tristeza muito grande. Ao mesmo tempo em que o legado deixado por ele e sua história de militância nos inspira a seguir em frente’’, lamentou.

Ferrenho defensor da cultura brasileira, Valmir foi também superintendente da Fundação Curro Velho, além de um grande incentivador dos debates sobre a inclusão social de povos indígenas e quilombolas.

Segundo a diretora da UNE, Marcela Rodrigues,  também paraense, Valmir trabalhou ativamente em defesa da cultura de seu estado e do norte como um todo. ‘’Para nós paraenses, Valmir foi uma grande inspiração de luta pelos direitos das minorias.  Ele dedicou a vida toda, desde o movimento estudantil até os dias de hoje em defesa da cultura brasileira.  Pensar que sua morte ocorreu na data em que comemoramos justamente o dia dos índios, esses que foram tanto defendidos por ele, torna-se até simbólico’’, declarou.

As informações sobre o velório e o sepultamento ainda não foram divulgada

NOTA OFICIAL DA UNE E DA UAP SOBRE A MORTE DO EX-PRESIDENTE DA ENTIDADE VALMIR BISPO

É com muito pesar que a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Acadêmica Paraense (UAP) vêm declarar condolências e prestar a devida solidariedade aos familiares e amigos de Valmir Bispo, ex-presidente da UNE, morto no dia 19 de abril de 2012, por causas ainda          desconhecidas.

Valmir teve uma trajetória política muito importante e valorosa. Foi o primeiro paraense a presidir a União Nacional dos Estudantes, tendo contribuído por inúmeras conquistas importantes para a construção do movimento estudantil  brasileiro e paraense, onde atuou de forma decisiva na conquista da meia-passagem, em Belém do Pará, entre o final dos anos 80 e  início dos anos  90.

O amigo Valmir Bispo também será lembrado como militante do movimento cultural no Pará, a partir de sua atuação do governo estadual e em outras esferas, tendo contribuído para o fortalecimento dos debates sobre a inclusão social de povos indígenas, quilombolas, povos e formas de expressão cultural tradicionais da cidade e do interior estado. No último período, atuava como Diretor do Núcleo de Arte e Cultura da Universidade do Estado do Pará (Uepa).

Na semana em que a Caravana UNE Brasil+10 passou pelo estado do Pará, no dia 17 de Abril do corrente ano, foi notória a herança de lutas e conquistas  deixadas por Valmir Santos. Sua lembrança fica ainda mais viva no coração de cada estudante deste estado e de todo o Brasil.

União Nacional dos Estudantes
União Acadêmica Paraense
19 de abril de 2012

Renata Bars

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo