ENTRAR, PERMANECER E TRANSFORMAR A UNIVERSIDADE

UNE realiza seu III Seminário de Assistência Estudantil

17° CONGRESSO DA UPES ELEGE SUA NOVA PRESIDENTA

Entre as principais bandeiras da nova gestão estão a criação de grêmios e o passe livre estudantil

ESTUDANTES MINEIROS APOIAM GREVE DE SERVIDORES NA UFJF

Estudantes pressionam reitoria para receber DCE e comando de greve dos técnicos

DE OLHO NO CAMPUS!

Confira a agenda desta semana

JORNADA DE LUTAS 2014. A FORÇA DA JUVENTUDE NAS RUAS!

Em todo país estudantes tomaram às ruas e pressionaram governantes por mudanças em diversas áreas


Carteira Estudantil

COTAS: PEDRO CARDOSO DEFENDE AÇÕES AFIRMATIVAS EM ENTREVISTA AO CANAL BRASIL

Para o ator, as cotas são o mecanismo de reparação da desvantagem entre negros e brancos, herança de séculos de escravidão no Brasil

Em entrevista ao ator Lázaro Ramos, âncora do Programa Espelho (Canal Brasil), o também ator Pedro Cardoso, defendeu  a adoção de cotas e ações afirmativas no acesso dos negros à Universidade.

Pedro Cardoso considera que as cotas são o mecanismo para reparar a desvantagem entre negros e brancos, herança dos quase quatro séculos que a escravidão vigorou no Brasil. “Não dá pra dizer que eu com essa história branquinha parto do mesmo lugar que um menino que nasce na favela vindo com essa história de escravidão que tem no Brasil. Não dá prá dizer que minhas filhas e ele estão tendo a mesma oportunidade na vida. Esse cara tem 350 anos de opressão, de humilhação de ofensa. A minha vida nasce,Lázaro,ela não tem essa sensação na vida”, afirmou.

Confira o depoimento no vídeo a seguir:

 Leia mais:

Estudantes do 39º Conubes discutem o acesso à Universidade

Secretaria de Promoção da Igualdade Social cobra projeto sobre cotas

Da Redação com agências

Veja mais notícias

Uma resposta para “COTAS: PEDRO CARDOSO DEFENDE AÇÕES AFIRMATIVAS EM ENTREVISTA AO CANAL BRASIL”

  1. [...] Para o ator, as cotas são o mecanismo de reparação da desvantagem entre negros e brancos, herança de séculos de escravidão no Brasil. Leia mais [...]

Deixe uma resposta